Portal do Espirito

A sua referencia em Doutrina Espirita na Internet
Bem-vindo: Sáb, 04/Abr/2020 21:18
Ler mensagens sem resposta | Pesquisar por tópicos ativos


Todos os horários são GMT - 3 horas




Criar novo tópico Responder  [ 431 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 25, 26, 27, 28, 29
Autor Mensagem
MensagemEnviado: Seg, 16/Jul/2018 17:46 
Online

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6675
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
(Estou transferindo para esse tópico o que escrevi num tópico aberto pelo Enio e que pode ser cancelado no futuro).

Paz plena.
Enio, um grande abraço.
Obrigado pela resposta.
Toda equipe mediúnica tem sim um método de trabalho.
Os nomes utilizados muitas vezes não devem ser levados em considerações e principalmente se forem de Espíritos que não tiveram "encarnações especificadas na terra", mas o que realmente interessa é o trabalho que está sendo realizado.
Pela sua descrição você teve sim uma boa sintonia com a tal entidade e isso prova que houve harmonia entre você e entidade.
Você recebeu o auxílio de que necessitava na época. Isso já mostra que o trabalho foi bom mesmo.

Eu frequentei algumas reuniões num grupo chamado "Ramatis" e lá os médiuns trabalhavam com entidade de outros planetas, mas não consegui harmonia com as pessoas que trabalhavam lá e eles ão me aceitaram, então tive que afastar desse grupo.

Já frequentei também algumas reuniões com membros da Teosofia, que são os adeptos da Blavatsky na década de "1990", também lá não consegui harmonia, mas o que sempre foi ótimo para mim foi sim o aprendizado que fui adquirindo de todos os trabalhos espirituais dos diversos grupos, mas sempre considerei o trabalho do Kardec bem superior a esses outros.

Eu tive sim contatos e harmonia com entidades da Bíblia.
No ano de 1984 recebi a visita do Espírito do Abraão e ele me fez ótimas revelações sobre fatos relatados nas páginas da Bíblia.
A revelação mais importante que recebi do Espirito do Abraão foi sobre o trabalho dele como Espírito, quando sintonizou com o profeta Moisés (Ex 3) e foi sim o mentor do profeta Moisés.
Ele também foi o Espírito que tentou Jesus, pois tinha o objetivo de repetir o trabalho, que tinha realizado com o profeta Moisés, quando retirou o escravos israelitas (os descendentes dele) do Egito e por intermédio de Jesus ele pretendia libertar o povo judeu do domínio romano e para realizar esse objetivo Jesus tinha que confiar plenamente nele, como o Moisés confiou.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Seg, 17/Set/2018 11:08 
Online

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6675
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
Eis o que postei no jornal sobre o artigo do José Reis Chaves do dia 09/02/2015:
http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/j ... o-1.991032
Citação:
Irineu Siqueira Neto. Publicado no dia 13/02/2015.
Vejam o que diz o credo datado do século IV, escrito por Atanásio: “Ora, a verdadeira fé cristã é esta: que honremos um só Deus na Trindade e a Trindade na unidade. (...) Sem confundir as Pessoas ou dividir a substância. (...) Contudo não são três eternos, mas um só Eterno. (...) Contudo não são três todo-poderosos, mas um só Todo-poderoso. (...) Pois, assim como pela verdade cristã somos obrigados a confessar cada pessoa em particular como sendo Deus e Senhor, assim somos proibidos pela fé cristã de falar de três Deuses ou Senhores”.
Irineu Siqueira Neto. Publicado no dia 13/02/2015.
A Confissão Belga, que é do século XVI deixa isso claro ao falar sobre a questão da distinção entre Jesus, o Consolador e Deus-Pai: “Esta distinção não significa que Deus está dividido em três. Pois a Sagrada Escritura nos ensina que cada um destes três, o Pai e o Filho e o Espírito Santo, tem sua própria existência, distinta por seus atributos, de tal maneira, porém, que estas três pessoas são um só Deus”.
Irineu Siqueira Neto. Publicado no dia 13/02/2015.
A grande questão é que pela lógica não conseguiremos nunca compreender a Trindade. Pois, segundo nosso raciocínio lógico, 1 + 1 + 1 = 3. Já quando estamos falando sobre o ser de Deus, a conta é muito diferente: 1 + 1 + 1 = 1. A soma inexiste! Este mistério só é compreendido por fé, através da revelação vinda do próprio Deus. Trindade é unidade e a unidade de Deus é trina.
Publicado no dia 13/02/2015. 3:46 PM Feb 13, 2015
Irineu Siqueira Neto. Nas suas três postagens falando sobre ‘o credo datado do século IV, escrito por Atanásio’; sobre ‘a “Confissão Belga, que é do século XVI deixa isso claro ao falar sobre a questão da distinção entre Jesus, o Consolador e Deus-Pai: “Esta distinção não significa que Deus está dividido em três. Pois a Sagrada Escritura nos ensina que cada um destes três, o Pai e o Filho e o Espírito Santo, tem sua própria existência, distinta por seus atributos, de tal maneira, porém, que estas três pessoas são um só Deus”’.
E finalmente comentando com base na matemática sobre a Trindade:
‘A grande questão é que pela lógica não conseguiremos nunca compreender a Trindade. Pois, segundo nosso raciocínio lógico, 1 + 1 + 1 = 3. Já quando estamos falando sobre o ser de Deus, a conta é muito diferente: 1 + 1 + 1 = 1. A soma inexiste! Este mistério só é compreendido por fé, através da revelação vinda do próprio Deus. Trindade é unidade e a unidade de Deus é trina’.
Isso só vem mostrar e provar para todos que os protestantes aceitaram e aceitam tudo o que a ICAR ensinou até a separação dos mesmos da orientação do papado em Roma.
Agora realmente como a fé cega as pessoas e só pela fé se aceita o Mistério da Trindade, que foi instituído por Roma.
A grande verdade é que nos primeiros séculos da Era Cristã, os cristãos (ou católicos), pois só existiam os cristãos católicos, não tinham como explicar a presença de Espíritos ao lado deles e assim criaram uma forma para explicar isso. Essa presença de Espíritos ao lado dos seres humanos sempre existiu, mas, por falta do discernimento e do entendimento, passaram a julgar as presenças de Espíritos amigos ou do mesmo grupo como sendo o próprio Espírito Santo de Deus ou anjos enviados ou espíritos enviados por Deus e as presenças de Espíritos não amigos ou de outros grupos como sendo obra dos demônio.
Essa forma de aceitar tudo pela fé encobriu toda a possibilidade de descobrir a Verdade. Só na metade do século XIX foi que o Allan Kardec desvendou o ENIGMA em torno dos Espíritos, ele conseguiu descobrir a existência dos diversos níveis evolutivos dos Espíritos desencarnados, como foi exposto na Codificação da Doutrina Espírita.
E em Agosto de 1983, após eu ter aceito a verdade da reencarnação no dia 05/01/1980 e começar a receber revelações dos Espíritos a partir do dia 07/01/1980, eu recebi uma revelação explicativa do Mistério da Santíssima Trindade. E assim passei a divulgar a explicação, que recebi, por meio da teoria de conjuntos da Matemática: 1+ 1 +1 = 1 refere-se a um conjunto com três subconjuntos nos quais tudo está contido; ou ainda considerando a redução para algo mais simples: um conjunto com três elementos ou triângulo que tem três lados e três ângulos e finalmente uma família com pai, mãe e um filho ou uma filha.
Responder - 16 - 2 - Denunciar - 3:46 PM Feb 13, 2015
Citação:
Carlos Michalski. 7:51 PM Feb 13, 2015
Rosario Americo,você escreve que veio do alto (!) e precisamos encarnar...! Deus te perdoe..! Você escreve.."Carlos Michalski. Com relação a sua postagem de 9:23 AM Feb 12, 2015, quando você citou: “Evangelista João,está em João 3:13 “Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu”. Digo-lhe que isso é sim importantíssimo para o nosso entendimento e para o nosso autoconhecimento. Em Agosto de 1982 fiquei sabendo que desci do alto e só poderá ter essa revelação da Espiritualidade quando aceitamos a verdade da reencarnação, pois ficamos em condições de entender que não iniciamos a nossa evolução na atual encarnação. Rosario Americo,você disse que veio do alto,desmentindo Jesus.Rosario,evite subir em telhados por favor para não tornar a vir do alto, e me prove a reencarnação nas Escrituras,mas não use Jó 8:8...João 3:3....Mateus 17:11,12 pois são absurdos exegeticas e já as desmascarei. Carlos Michalski
Publicado no dia 13/02/2015. 12:28 AM Feb 14, 2015
Carlos Michalski. Você escreveu:
Citação:
“Rosario,evite subir em telhados por favor para não tornar a vir do alto, e me prove a reencarnação nas Escrituras,mas não use Jó 8:8...João 3:3....Mateus 17:11,12 pois são absurdos exegeticas e já as desmascarei”.
Vou lhe enviar trechos de uma carta que para um frei franciscano em 28/06/1992:
Frei, quando aceitei a reencarnação, ali pelas 21,00horas do dia 05/01/1980, foi porque a reencarnação me explicava claramente todas as minhas perguntas sem respostas e fui então buscar na Bíblia Sagrada ensinamentos, que levariam a aceitar e entender a reencarnação. Dentre os trechos bíblicos, que podem extrair a verdade da reencarnação ou que ficam muito mais claros com uma visão reencarnacionista, cito os seguintes:
a) João 1,1 a 18. Neste trecho está muito claro que Jesus, nosso Mestre e Guia, existia antes de nascer entre nós: “No princípio era o Verbo e o Verbo estava em Deus ... e o Verbo era Deus... e o Verbo se fez carne e habitou entre nós... e está na glória de Deus”. Bom, se Jesus, nosso Mestre, veio de onde veio para nos ajudar e amar, por que os seus discípulos não poderiam fazer o mesmo que o Mestre fez? No meu ponto de vista é muito lógico e racional que os discípulos façam o mesmo que o Mestre fez e ensinou, então eles todos poderiam voltar a viver na carne: reencarnar..... E isso seria muito normal mesmo.

A continuação das letras "b" até "h" então nos endereços desse site a seguir:
viewtopic.php?f=12&t=3650&p=95992#p95992
viewtopic.php?f=12&t=3650&p=95993#p95993
viewtopic.php?f=12&t=3650&p=95994#p95994

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Sex, 07/Dez/2018 16:18 
Online

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6675
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
Eis o que postei no jornal sobre o artigo do José Reis Chaves do dia 23/02/2015:

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/j ... 9-1.998109

Publicado no dia 27/02/2015. 4:21 PM Feb 27, 2015
Carlos Michalski. Na sua postagem de 4:51 PM Feb 25, 2015 você escreveu:
Citação:
“Meus amigos Nestor e Luciano.Vocês que "viajam" muito pelas Galáxias,não se esqueçam que a nossa Civilização,me perdoem a ênfase,ainda não entende o Amor e o Poder de Deus,e não deve entrar em contato com civilizações "superiores".É muito arriscado”.
Que ótimo, pois você já aceita que existem civilizações “superiores”. Realmente existem muitas moradas na casa do Pai (Jo 14,2) e está escrito que Jesus foi preparar um lugar para os discípulos dele (Jo 14,2 e 3), então é porque esse tal lugar ainda não existia. Agora conforme a teoria do Big Bang a criação cósmica já tem uns 14 a 15 bilhões de anos e o Planeta Terra possui uma idade em torno de 7 bilhões de anos, então existem civilizações cósmicas, que estão na nossa frente em matéria de evolução mental, tecnológica e espiritual uns 8 bilhões de anos. Analise o que aconteceu com o conhecimento coletivo na Terra nos três últimos séculos e principalmente nos 40 últimos anos e como será tudo isso aqui daqui há alguns séculos ou até há mil anos? Ou quem sabe daqui a um milhão ou bilhão de anos? A Terra no futuro será sim um paraíso para os mansos (Mt 5,4) e esse futuro já está se tornando presente, pois chegamos à Era da Verdade.
Responder - 20 - 1 - Denunciar - 4:21 PM Feb 27, 2015

Publicado no dia 27/02/2015. 4:21 PM Feb 27, 2015
Carlos Michalski. Na sua postagem de 6:03 PM Feb 25, 2015 você escreveu:
Citação:
“Rosario Americo,você afirma algo que tem sido a tônica evasiva dos espiritas,o tal do "último centil".Ninguém,Rosario,vai analisar Mateus 5:26,só os despreparados que não conhecem as Escrituras.Rosario,convide o Irineu,..a começar por você e outros espiritas a analisar Mateus 5:21 a 26”.
Eu citei apenas Mateus 5,26 e 18,34, porque por meio deles fica claro que, após o pagamento de toda a dívida o SER fica livre. Agora como você citou Mateus 5,21 a 26, então podemos estender a análise até Mateus 5,48 e fica sim claríssimo que Jesus aperfeiçoou os ensinamentos do Antigo Testamento. No versículo de Mateus 5,23 a 25 está claro que é preciso reconciliar com o irmão, que tem algo contra aquele que estiver perante o altar para fazer a oferta... A Espiritualidade me revelou que o “altar” aqui representa sim o “Céu” ou o “Paraíso”, mas para lá entrar é necessário ter reconciliado com todos os irmãos e isso só poderá ser feito por meio de sucessivas encarnações.
Responder - 18 - 2 - Denunciar - 4:21 PM Feb 27, 2015

Publicado no dia 27/02/2015. 4:23 PM Feb 27, 2015
Carlos Michalski. Na sua postagem de 6:03 PM Feb 25, 2015 você escreveu:
Citação:
“Jesus fala em acordo entre irmãos até esgotar o "último recurso" de reconciliação !!! Rosario,usar de malícia contra os Cristãos NÃO terá perdão.Mateus 5:26 é um versículo,enquanto Mateus 5:21 a 26 é um TEXTO..!”
Eu não estou usando de malícia para com ninguém, apenas estou mostrando a necessidade do discernimento entre os diversos ensinamentos, que estão escritos na Bíblia para serem vividos e compreendidos, mas só quem é inteligente consegue calcular o número da Besta e descobrir os segredos dos números e principalmente do número “666” (Ap 13,18).
Responder - 17 - 2 - Denunciar - 4:23 PM Feb 27, 2015

Publicado no dia 27/02/2015. 4:24 PM Feb 27, 2015
Carlos Michalski. Na sua postagem de 6:03 PM Feb 25, 2015 você escreveu:
Citação:
“Quando você afirma:....."A condenação eterna não existe, pois este foi sim um ensino para impor medo e quem ainda desconhecia a Verdade (analise bem Mateus 5,26 e 18,34, pois após pagar toda a dívida o Espírito ficará livre, mas terá que pagar tudo até ao último ceitil). Rosario,Jesus Cristo que é o Senhor da Verdade afirma que:..." Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes. (Mateus 25:30).Ficamos com Jesus e sua exegese de Mateus 5 é enganosa,Rosario Americo ! Menino feio ! Carlos Michalski”

Carlos, veja que o mesmo ensinamento está em Mateus 18,23 a 34. Agora no versículo de Mateus 18,35, que é bem diferente dos versículos de João 5,22 e 27, então, após a minha aceitação da reencarnação no dia 05/01/1980, passei a compreendê-lo conforme a lei do “Olho por olho e dente por dente” (Mt 5,38), que é a mesma lei da Ação e Reação e que é ensinada na Doutrina Espírita. Na realidade o ensino de Jesus perante o perdão é realmente bela e quem perdoa pode sim continuar a sua caminhada evolutiva e deixa o problema do devedor, do agressor ou do ofensor para com a Lei e a Lei cobra até ao último ceitil ou centavo (Mt 5,26 e 18,34).
Responder - 18 - 2 - Denunciar - 4:24 PM Feb 27, 2015

Publicado no dia 27/02/2015. 4:24 PM Feb 27, 2015
Carlos Michalski. Na sua postagem de 6:43 PM Feb 25, 2015 você escreveu:
Citação:
“Na questão de Numero 150 no Livro do Espíritos é feita uma pergunta e a resposta é interessante ! A alma após a morte conserva a sua individualidade ? Resposta:Sim,jamais a perde.Que seria ela se não a conservasse ? Assim,nós temos mais uma prova que João Batista não era a reencarnação de Elias,pois quem deveria aparecer na visão do Monte Tabor seriam,Moisés,João Batista e Jesus.Não que isso seja apenas mais um argumento contra a reencarnação,mas para confirmar a confusão de Elias ser João Batista por não considerarem os personagens de Mateus 17:11,12 vinculados a Isaías 40:3...Malaquias 3:1...Malaquias 4:5.....Lucas 1:17”.
Carlos, todo Espírito Cósmico, que somos, temos muitas encarnações aqui no Planeta Terra e também na imensa Criação Cósmica. Cada Espírito Cósmico precisa descobrir a própria identidade cósmica e cada vida terrena é uma mini-individualidade de sua identidade cósmica e ele pode sim aparecer ou manifestar na dimensão que ele desejar, desde que saiba quem ele realmente é. Eu só passei a me conhecer bem e a entender aos outros melhor, quando recebi a primeira revelação de uma vida passado do meu Espírito, que foi durante uma celebração de missa dominical em Agosto de 1982 e assim comecei a me autoconhecer. Foi em função dessa revelação, que entendi que tinha sim uma missão a cumprir nessa encarnação com relação à Verdade, que liberta (Jo 8,32) e plena (Jo 16,13) e é por isso também que digo: “O Espírito da Verdade já está no seio da humanidade e quem for inteligente irá entendê-lo muito bem” (Ap 13,18) e compreender o segredo oculto sobre o número “666”, pois o famoso número “666” é do bem e não contra o bem.
Responder - 18 - 2 - Denunciar - 4:24 PM Feb 27, 2015

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Ter, 19/Fev/2019 21:44 
Online

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6675
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
Eis parte do que postei no jornal sobre o artigo do José Reis Chaves do dia 02/03/2015:

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/j ... -1.1001873
Citação:
Armando Almeida
Boa noite Sr Rosário Américo. O Amigo (se me permite chamar assim) deixou aqui um texto maravilhoso. Fala o que eu gostaria de dizer.. Muito bom mesmo. Principio meio e fim muito bem colocado. Quanto mais aprendo mais noção tenho que "só sei que nada sei... Um Abraço. Continue com o seu maravilhoso trabalho. Não desfazendo os outros irmãos.
Publicado no dia 06/03/2015. Rosario Américo de Resende.
Armando Almeida. Obrigado. Realmente não é fácil falar a VERDADE para pessoas que ainda estão aprisionadas na cegueira da fé e nos ensinamentos dogmáticos. Caso seja de seu interesse posso lhe enviar toda a carta, que escrevi para o bispo Dom Frei Boaventura Kloppenburg ofm. Eis o meu e.mail e é só pedir: rosariopazplena@gmail.com

Publicado no dia 06/03/2015. Rosario Américo de Resende
Armando Almeida. Um abraço. Eu estudei num seminário católico por 9 anos e tinha sim o objetivo de ser um sacerdote. Mas saí dum convento franciscano no 1º semestre de 1966. Desde o meu tempo de seminarista eu fazia algumas perguntas secretas a mim mesmo, pois não podia fazê-las a ninguém sobre acontecimentos bíblicos e principalmente sobre do drama do Getsêmani; caso fizesse tais perguntas aos meus professores do seminário eu tinha absoluta certeza de que seria aconselhado a sair do seminário. Continuei ainda como um ferrenho defensor da vida única, até que no dia 05/01/1980 eu entreguei as minhas armas em defesa da vida única e aceitei a verdade da reencarnação. Após a minha aceitação da reencarnação foram sim abertas as minhas portas internas e logo a seguir eu comecei a receber revelações da Espiritualidade, mas não fui compreendido por ninguém, que já me conhecia. Só no primeiro trimestre de 1981 foi que entrei num Centro Espírita e fui compreendido por quem não me conhecia e fui aconselhado a ler obras espíritas, iniciando pelos livros do André Luiz e logo a seguir por toda a Codificação de Kardec e assim comecei a conhecer a Doutrina Espírita na prática e na teoria. E tudo se encaixou, mas falar a verdade para pessoas, que ainda estão aprisionadas à cegueira da fé e aos ensinamentos dogmáticos é sim quase impossível.
Rosario Américo de Resende

Publicado no dia 05/03/2015. 9:20 PM Mar 05, 2015
A quem possa interessar... Veja o item 11 da carta enviada em 07/04/2000 ao bispo Dom Frei Boaventura Kloppenburg ofm:
11) O Dogma da Eternidade do Inferno: As Penas Eternas (páginas 77 a 82 do seu livro: “Reencarnação”).
Hoje defino um dogma assim: “É a forma encontrada por aqueles, que mandam e sabem menos, imporem a vontade deles”. Realmente quase todos aqueles, que tiveram a ousadia ou o “crime” de pensarem livremente, e chegaram a conclusões um pouco diferente dos conceitos dos líderes, foram excomungados, torturados, julgados e até queimados vivos. Assim foi realmente impossível de se aproximar um pouco mais da VERDADE, que liberta, já que muitos líderes religiosos estiveram mais atrás das coisas de César do que das coisas de Deus.
Sobre os meus comentários dos livros, que compõem a Bíblia Sagrada, vou enviar-lhe as 4 cartas, que escrevi para o teólogo, o Padre João Batista Libânio. As duas últimas cartas ainda estão sem respostas e por que será? Quem sabe o Senhor, Dom Boaventura, poderia respondê-las para mim e, automaticamente, para todos aqueles que buscam livremente a VERDADE?
A defesa da eternidade das penas é algo, que destrói a plenitude da perfeição da Divindade. Por maiores que sejam os erros humanos ou mesmo os crimes durante uma vida de no máximo 100 anos, as penas ou o castigo são imensamente maiores, já que são eternos. Também restringe o poder da onipresença de Deus, pois haverá lugares ou espíritos que não poderão sentir a presença de Deus. Deus, também, não possuiria a capacidade da plena reconciliação, ou mesmo do infinito perdão.
Se um só ser humano se perder, Deus fracassaria no seu plano de criação, incluindo a criação do homem. Teilhard de Chardin disse: “Perdoe-me, oh Deus, mas para mim ninguém irá para o inferno”. Para mim, essa maneira de expressar do teólogo e Padre Teilhard de Chardin foi uma forma muito humilde e sábia de condenar a ideia do Inferno Eterno, mostrando assim o erro ou o sofisma de quem o defende.
Nos três trechos a seguir, se vê claro que, após o pagamento da dívida, haverá a libertação:
- “Em verdade te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo” (Mt 5,26).
- “Assim, encolerizado, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que pagasse toda a sua dívida” (Mt 18,34).
- “Com efeito, enquanto te diriges com o teu adversário em busca do magistrado, esforça-te por entrar em acordo com ele no caminho, para que ele não te arraste perante o juiz, o juiz te entregue ao executor, e o executor te ponha na prisão. Eu te digo, não sairás de lá antes de pagares o último centavo” (Lc 12,58 e 59).
Defender ou justificar a eternidade das penas utilizando-se do “Catecismo da Igreja Católica”, como está escrito na pág. 78 do seu livro (números 1.033 a 1.037 do CIC), é de uma infantilidade ou ineficácia muito grande. É a mesma coisa de negar a eternidade das penas, utilizando-se de obras que a negam. Em muitos casos estas estão mais de acordo com a Bíblia do que aquelas.

Publicado no dia 09/03/2015.
Esperei até ao último da semana passada e o Carlos Michalski não comentou nada sobre a minha postagem de 1:09 PM Mar 05, 2015 e vou repeti-la aqui agora: Carlos Michalski. Na sua postagem de 6:42 AM Mar 03, 2015 você escreveu:
Citação:
“Aproveito para desafiar os debatedores a me fornecer pelo menos 3 passagens biblicas que provem a reencarnação.Por favor evitem Jó 8:8....João 3:3....Mateus 5:26....Mateus 17:11,12....pois suas interpretações corretas já foram expostas e nada tem de reencarnação.Não podem coexistir duas obras de reconciliação com Deus,uma pelos méritos do Cristo e outra pelos "méritos humanos".Seria absurdo,melhor dizendo, é absurdo afirmar tal coisa.Volto mais tarde. Carlos Michalski”.
Não sei se vale alguma coisa postar outros trechos bíblicos sobre a reencarnação aqui, pois já fiz isso duas vezes em postagens anteriores e você não comentou nada até hoje... Mas vou citar aqui apenas as indicações bíblicas dos Evangelhos e sem nenhuma explicação, pois nas postagens anteriores eu dei as explicações. Vamos às indicações: João 1,1 a 18; 3,11 a 13; 8,31 e 32; 9,1 a 3; 16,12 a 15. Mateus 5,24; 11,11 a 15; 13,24 a 30; 13,44; 16,13 a 17; 17,9 a 13 (nessa última indicação está incluída a que você pediu para não incluir: Mt 17,11,12...). Marcos 6,14 a 16; 8,27 a 30; 9,1 a 13. Lucas 1,11 a 17; 9,7 a 9 e 18 a 21. Sobre Mateus 5,26 e 18,34 nada tem a ver com a reencarnação, mas sobre a não existência das penas eternas, pois após pagar toda a dívida ou os pecados o SER fica livre.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Qui, 11/Abr/2019 21:40 
Online

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6675
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
Estou transferindo para esse tópico o que escrevi em outro tópico, pois lá a minha postagem poderá ser excluída no futuro.

Paz plena
Viana, um grande abraço.
Eu não vi o primeiro vídeo por ser muito longo, mas vi e ouvi o que está nesse endereço:

https://www.youtube.com/watch?v=mHRmee8sD-g

Isso para mim não foi nenhuma novidade, pois desde o início da década de "1980", após aceitar e entender a verdade da reencarnação no dia 05/01/1980, entendi que tinha aprendido muitos princípios religiosos como verdade absolutas e indiscutíveis e que na realidade eram falsas e então me transformei num perscrutador da Verdade.
Nos anos seguintes passei sim a compreender a Verdade de uma forma clara e lúcida e foi essa minha forma de compreender a Verdade que passei a divulgar após os primeiros anos da década de 1980.

É isso que faço aqui nesse Portal. É pena que os meus opositores silenciara, mas eu continuo aqui.
Veja o índice das minhas postagens, que está nesse endereço principal:

viewtopic.php?f=12&t=5114&p=112296#p112296

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Qui, 20/Jun/2019 22:46 
Online

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6675
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
Um no meu local de trabalho, eu estava tentando fazer a conversão manual para a base decimal de uma numeração com 36 dígitos, sendo 0 a 9 e A a Z. Sendo que o "Z" vale 35 em decimal e o "10" é igual a 36 e assim por diante.
Um colega de trabalho, que sabia trabalhar com excell (na época eu não sabia), viu o que eu estava fazendo e ele fez para mim rapidamente a tabela de conversão.
Qual não foi a minha surpresa quando vi, que na sequência dessa numeração, o número II era igual a 666 em decimal. Logo a minha ficha caiu e compreendi que o tão "666" era do Bem e não contra o Bem e por isso escrevi a mensagem a seguir:

Belo Horizonte, 14 de Janeiro de 1990.
“UMA MENSAGEM DE ESCLARECIMENTO”
Antes de tudo para que essa mensagem tenha efeito e seja compreendida é preciso de que quem a leia seja humilde, inteligente, esperto e de mente aberta; isto é: os verdadeiros discípulos de Jesus.
Leia o Capítulo 13 do último livro da Bíblia Sagrada, o Apocalipse, principalmente o versículo 18. Lá verão o famoso número “666”, um código, que diz ser de um homem, que representa a “Besta Fera”.
Como São João Evangelista, discípulo de Cristo e filho de Zebedeu e Salomé, escreveu esse assunto (+ ou -) na década de “90”, então já fez 1.900 anos, era impossível para ele expressar com palavras o que hoje já sabemos: o famoso código é a “senha” ou “password”, que cada pessoa possui para acessar ou entrar nos sistemas de processamento de dados e buscar as suas informações ou o seu “saldo bancário”, ou seu crédito. Quem for inteligente entenderá, que esses sistemas de controle serão ampliados....e isso é irreversível.
Então o “666” não é tão feio como se pinta. Há muita coisa errada e falsamente interpretada.
O “666” será alguém que virá esclarecer muitos erros, muita dúvida e ajudará a descobrir a Verdade, que liberta. Quem conhece o livro “A Caminho da Luz” irá compreender que existem também falsos orientadores, falsos mestres e falsos interpretadores no plano espiritual, escrevendo mediunicamente, pois neste livro se refere ao “666” e diz quem é a Besta Fera do Apocalipse (“A Caminho da Luz” é um livro mediúnico escrito pelo Emmanuel e pela psicografia de Francisco Cândido Xavier).
O “666” será taxado de Anticristo ou de Besta Fera por todos aqueles que vivem da boa fé alheia, que vivem de dízimos, que vendem a salvação, que vendem a vida eterna, que se intitulam como os únicos representantes de Deus e que ensinam que só pela religião deles é que se pode salvar.
O “666” será temido, odiado e considerado um grande terror por todos aqueles que são infiéis em tudo, que são adúlteros, que são corruptos, que são falsos, que fazem leis em benefício próprio, que são políticos para roubar do patrimônio público, que utilizam dos cargos públicos ou privados para receber ou cobrar propinas, que assaltam o patrimônio do povo como também as propriedades privadas, que perseguem aos “inimigos políticos” derrotados nas urnas, que roubam, que matam, que exploram aos outros irmãos, que possuem “gordas contas nos bancos suíços”, protegidas por códigos ou números, que tudo fazem como agentes do mal, que utilizam das mil maneiras dos safados, dos corruptos, dos desonestos, dos falsos, dos maus e dos lobos.
O “666” será considerado também como o mensageiro da paz, da luz, da liberdade, do amor, da união, da verdade e da perfeição por todos aqueles que realmente são filhos(as) de Deus, são cristãos(ãs), são pessoas humanas, são bons (boas), mas estão sendo explorados(as) pelos filhos dos homens, que se intitulam de representantes ou lugares-tenentes de Deus na terra.
O “666” é a reencarnação do próprio espírito do Apóstolo São João Evangelista, vivo em outro corpo. Entenda quem possa entender...... Rosário Américo de Resende.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Qui, 20/Jun/2019 23:08 
Online

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6675
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
No início do 3º milênio, li os livros:
"O Código da Bíblia" de Michael Drosnin, e
"A Verdade por trás do Código da Bíblia - A história real da surpreendente descoberta científica de conhecimentos ocultos nos primeiros cinco livros da Bíblia", do Dr. Jeffrey Satinover.
No livro "O Código da Bíblia" eu não escrevi nada, pois quando o li, o livro era emprestado, mas como gostei muito do livro, então comprei um exemplar para mim.

No livro "A Verdade por trás do Código da Bíblia" eu escrevi, mas ainda não digitei tudo o que foi escrito.

Ficou bem mais lógico e claro para mim tudo o que eu já tinha entendido uma década antes, quando escrevi “UMA MENSAGEM DE ESCLARECIMENTO”.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Ter, 27/Ago/2019 12:17 
Online

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6675
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
Eis postagens que fiz no jornal sobre o artigo do José Reis Chaves do dia 19/08/2019, que está nesse endereço:

https://www.otempo.com.br/opiniao/jose- ... -1.2223409

Rosário Américo de Resende. Publicado no dia 21/08/2019. 11:55 - 21/08/2019
Gabriel Alves. Paz plena.
Você escreveu em 23:34 - 18/08/2019:
Citação:
“Rosário Américo de Resende também escreveu: "Carlos, o que Jesus realmente ensinou ninguém pode provar o que foi, apenas temos conhecimento sobre o que escreveu os discípulos dele algumas décadas depois. Jesus, que foi o maior Mestre que já passou por essa terra soube ensinar tudo de uma forma bem sutil e velada para ser bem compreendida no futuro." Isso é uma contradição.”
Irmão Gabriel, não existe contradição, pois Jesus ensinou sim de uma forma tão sutil e velada alguns ensinamentos que os seguidores escreveram sem entender o que escreveram. Deixo aqui duas perguntas para você, como já deixei para o Carlos Michalski:
Quais são as coisas do céu (Jo 3,12)?
Como você explica a parábola do tesouro, que está em Mateus 13,44?
Eis a parábola:
“O Reino dos Céus é semelhante a um tesouro escondido no campo; um homem o acha e o torna a esconder e, na sua alegria, vai, vende tudo o que possui e compra aquele campo” (Mt 13,44).
Você escreveu:
Citação:
“Primeiro afirma que não podemos saber o que Jesus ensinou, depois pressupõe ter conhecimento de tais ensinos.”
Irmão, realmente Jesus ensinou muitas coisas, mas não deixou nada escrito, então tomamos conhecimento por meio do que foi escrito pelos discípulos dele e uns não o conheceram fisicamente falando. Os autores do Novo Testamento escreveram conforme o entendimento e discernimento que eles tiveram.
Você escreveu:
Citação:
“Parece que o espiritismo deixa as pessoas tão acostumadas com contradições que essas pessoas nem as percebem mais quando as cometem.”
Gabriel, eu não estou aqui para defender ou ensinar a Doutrina Espírita, quem quiser conhece-la bem na teoria e na prática tem à disposição dele muitos livros e muitos Centros Espíritas para visitar.
O meu objetivo, após o meu nascimento do alto (Jo 3,3 e 7) em janeiro de 1980, quando me libertei de muitos ensinamentos sofistas, que tinha aprendido, passou sim a ser a Verdade, que liberta e plena.
Você escreveu, depois de citar um texto meu:
Citação:
“Também escreveu: "Quando leio ou ouço alguém falando sobre as adulterações das Escrituras Sagradas logo me vem à mente essa pergunta: Alguém tem os originais das Escrituras para poder conhecer e falar sobre as adulterações?" Você já ouviu falar em uma parte da Crítica Bíblica chamada de Baixa Crítica? É uma ciência que tem como função exatamente reconstruir o texto original da Bíblia a partir das traduções e manuscritos disponíveis. Agora se você acha que esse texto original é irrecuperável, então comece a ir às grandes universidades e dizer aos especialistas que eles estão todos errados e você, um leigo, é que está certo. Se você é capaz de saber mais que os especialistas na área, então consiga logo uma vaga em Oxford ou Harvard. O mundo precisa de alguém com um Q.I. desse nível.”
Irmão, obrigado por essa informação, mas os textos originais da Bíblia esse especialistas que você nunca irão encontrar. Poderão sim fazer muitas suposições e irão até enganar a muita gente, menos àqueles que já possuem um ótimo conhecimento da Verdade, que liberta e plena (Jo 8,32 e 16,13).
Você se referiu a mim de uma forma bem crítica sobre o meu Q. I., mas digo-lhe que um psiquiatra em agosto de 1983 me falou que eu tinha um Q.I. muito alto mas ele também me falou que todo mundo que tem Q. I. alto tem problemas mentais e que até Jesus tinhas problemas mentais e por isso ele fazia milagres.
Paz plena. Rosário. 11:55 - 21/08/2019

Rosário Américo de Resende. Publicado no dia 21/08/2019. 14:44 - 21/08/2019
Gabriel Alves. Paz plena.
Depois vou ver qual é a melhor forma de comentar toda a sua postagem anterior, por enquanto vou apenas citar um texto bíblico e você o analise, e o compara com o que escreveu:
“Samuel disse a Saul: “Foi a mim que Iahweh enviou para te ungir rei sobre o seu povo Israel. Portanto, escuta as palavras de Iahweh. Assim diz Iahweh dos Exércitos: Resolvi punir o que Amalec fez a Israel cortando-lhe o caminho quando subia do Egito. Vai, pois, agora, e investe contra Amalec, condena-o ao anátema com tudo o que lhe pertence, não tenhas piedade dele, mata homens e mulheres, crianças e recém-nascidos, bois e ovelhas, camelos e jumentos.” (1Sm 15,1-3)”.
Paz plena. Rosário. 14:44 - 21/08/2019

Rosário Américo de Resende. Publicado no dia 21/08/2019. 15:11 - 21/08/2019
Gabriel Alves. Paz plena.
Você escreveu:
Citação:
“Você não falaria uma bobagem dessas se tivesse algum conhecimento teológico. Infelizmente, espíritas não lêem nada além de livros espíritas. Os autores desses livros não tem nenhum conhecimento teológico (o próprio Allan Kardec é o maior exemplo).”
Gabriel, eu leio de tudo, se você tivesse lido a minha postagem de 21:16 - 20/08/2019, não teria escrito isso aqui para mim.
Veja o início da minha postagem de 21:16 - 20/08/2019:
“Amigos. Paz plena.
Estou digitando tudo o que escrevi no livro “Matar nossos deuses – Em que Deus Acreditar?” de José Maria Mardones. Veja o que escrevi nas páginas 17 a 19 (os textos entre parênteses são do livro):”
Esse livro foi escrito por um padre e teólogo católico.
O meu interesse desde janeiro de 1980, quando vivi o meu nascimento do alto (Jo 3,3 e 7) passou a ser a Verdade, que liberta e plena. O que me auxiliou muito no processo de compreender e entender a Verdade foi a revelação, que recebi em agosto de 1982, durante a celebração de uma missa dominical; nesse revelação fiquei sabendo que também desci do céu (Jo 3,13).
Paz plena. Rosário. 15:11 - 21/08/2019

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Dom, 24/Nov/2019 17:05 
Online

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6675
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
Eis mais uma correspondência que enviei para o Cardeal Dom Serafim por e.mail:

Paz plena... (Bel Horizonte. 17/03/2014).
Paz plena...
Cardeal Dom Serafim, pax et bonum.
Enquanto ia lendo e estudando a encíclica "A alegria do Evangelho", ia também fazendo as minhas observações e estou lhe enviando um resumo destes meus escritos.
Chegamos à Era da Verdade (João 8,32 e 16,13) e eu não posso ficar guardando em segredo tudo o que já fiquei sabendo por meio de revelações recebidas da Espiritualidade. Esse processo de revelações para comigo teve início em Janeiro de 1980, mas nenhum membro da hierarquia da Igreja me deu apoio nos primeiros dias e tive que caminhar sozinho em busca da Verdade, que liberta (João 8,32).
Sei que sua eminência é muito ocupada e não pode gastar tempo com minhas pretensões, por isso nem posso lhe pedir para ler tudo o que estou enviando, mas tenho que seguir a orientação do Espírito Santo de Deus e por isso estou lhe pedindo para fazer chegar ao conhecimento do papa Francisco o que estou lhe enviando. Cito aqui apenas 4 dos textos, que estão no trabalho anexado:
Pág. 7 – Item 1:
Quando vivi, ou melhor, quando comecei a viver a imensa alegria de encontrar o Reino de Deus dentro de mim eu não fui compreendido pelo meu orientador espiritual do seminário. Ele me falou no dia 11/01/1980 por telefone e pessoalmente: “Li tudo o que você escreveu e nada tem de novo. Você precisa é de psiquiatra e não de padre!”. Mas essa atitude mesquinha de um padre não abalou a minha alegria... E Deus veio em meu auxílio conscientemente para mim no dia 12/04/1984. (03/01/204). (“A Alegria do Evangelho”. Pág. 7- 1).
Pág. 70 – Item 112:
A iniciativa vem sempre de Deus, mas Deus respeita também a nossa iniciativa, então sem a nossa iniciativa Deus não age. Quando os líderes religiosos forjam esquemas para que Deus aja e assim dificultam a ação de Deus, então Deus age por outros meios, outros caminhos e se revela a outros profetas! (17/01/2014). (“É sempre importante saber que a primeira palavra, a iniciativa verdadeira, a atividade verdadeira vem de Deus e só inserindo-nos nesta iniciativa divina, só implorando esta iniciativa divina, nos podemos tornar também – com Ele e n’Ele – evangelizadores”. Pág. 70 - 112).
Pág. 110 e 111 – Item 184:
A solução para todos os dramas da humanidade se resume nessa síntese: “Todos os seres humanos devem aprender a somar e dividir com perfeição” - Somar os esforços, capacidades e recursos e dividir os resultados, os lucros ou frutos produzidos em comum. (21/01/2014). (“Além disso, nem o Papa nem a Igreja possui o monopólio da interpretação da realidade social ou da apresentação de soluções para os problemas contemporâneos. “Posso repetir aqui o que indicava, com grande lucidez, Paulo VI: Perante situações, assim tão diversificadas, torna-se-nos difícil tanto o pronunciar uma palavra única, como o propor uma solução que tenha um valor universal””. Pág. 110/111 - 184).
Pág. 120 – Item 202:
Ver a solução na pág. 111: Para participar da divisão dos frutos e o dos resultados primeiro tem que participar da soma, que foi a união e a força que deram os resultados. Não é justo participar só dos resultados ou da divisão sem ter participado da soma ou dos esforços! Entenda bem a solução perfeita para todos os problemas da humanidade. (24/01/2014). (“A desigualdade é a raiz dos males sociais”. Pág. 120 - 202).
Também foi por orientação do Espírito Santo de Deus que lhe enviei uma relação de 44 cartas minhas, que foram escritas para diversas pessoas, sendo 30 dessas cartas escritas para membros da hierarquia da Igreja. Apenas a última das 44 cartas foi escrita com o objetivo de ser anexada à apostila com as 44 cartas, esta foi a 4ª carta escrita para o bispo Dom Célio de Oliveira Goulart. Essa apostila foi enviada nos dias 21 e 29 de Março de 2001. Enviei uma cópia da tal apostila também para os outros 7 cardeais de 2001.
Mesmo não recebendo nenhuma resposta sobre o que fiz, fiquei satisfeito e em paz com a minha consciência, pois cumpri o que me foi orientado pelo próprio Espírito de Deus e não fui, como não estou sendo omisso.
Que o Espírito Santo de Deus nos ajude a ajudar a quem necessita de ajuda.
Paz plena... Rosário.
"Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" (João 8,32)
(Foi enviado para o Dom Serafim o resumo da encíclica para os cardeais.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Dom, 16/Fev/2020 21:26 
Online

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6675
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Como sempre faço, à medida que vou lendo algum livro, vou também escrevendo no meu exemplar. Veja o que escrevi no livro “Deus é necessário?” do Roger Garaudy.

2 - Escrito nas páginas 17 a 19; 21; 25
(“Então, contra o reinado do caos, originou-se a ideia de que nossas sociedades tinham se tornado muito complexas para serem pilotadas pelos homens, e que era possível obter de “máquinas de pensar” resposta para qualquer pergunta. Com a obra Cibernética e sociedade (Cybernétique et société), de Norbert Wiener, em 1942, concretizada com a invenção do computador por Von Neumann, em 1945, nasceu o mito central da “modernidade”: o da “inteligência artificial” capaz de substituir o homem”. Pág. 17). Por trás de toda “inteligência artificial” tem sempre um ou mais seres humanos. (02/10/2019).
(“Poderia eu procurar na agência matrimonial informatizada para determinar, por computador, a mulher que vou amar? O computador, instrumento maravilhoso para escolher as possibilidades mais eficazes e me dizer “se quer alcançar tal objetivo, esses são os caminhos e os meios”, pode me ditar o que devo querer se minha meta for outra que não o melhor resultado? Ele me aconselhará a abnegação de Jesus ou o sacrifício de Gandhi, ou qualquer outra ação que não vise somente a eficácia na dominação da natureza ou dos homens?” Pág. 18). Só mesmo um pensador ateu poderia fazer umas perguntas com essas. Esse pensador também desconhece realmente quem ele é, pois lhe falta o autoconhecimento. (02/10/2019).
(“O encontro de pessoa a pessoa é considerado sentimentalismo arcaico”. Pág. 18). O sentimento puro e verdadeiro é algo que transforma todo ser humano de egoísta para altruísta. (02/10/2019).
(“Essa preparação simplesmente funcional não parece ter consciência de que toda profissão, da criação artística ou invenção científica até as tarefas mais modestas, pode ser exercida no estilo mercantil ou no estilo sacerdotal: mercantil se ela só é um meio cujo objetivo é acumular o máximo de bens ou de poder; sacerdotal se, ao contrário do individualismo, me considero, antes de tudo, membro de uma comunidade universal, pessoalmente responsável por contribuir para o pleno desenvolvimento humano de todos os outros”. Pág. 19). Toda comunidade, seja local ou universal, nunca pode esquecer do indivíduo. O indivíduo sempre tem que ter seus direitos respeitados, agora o indivíduo pode sim renunciar seus direitos em proveito da comunidade e só renuncia os seus direitos em benefício da comunidade quem já tiver um sentimento altruísta. (02/10/2019).
(“Uma Teologia da Dominação é uma resposta?” Pág. 21). Deus dirige tudo, mas respeita sempre a liberdade de todos, então quem fala em Teologia da Dominação desconhece realmente quem é Deus e segue as ideias dos líderes religiosos, que querem sim impor suas vontades dominantes sobre os fiéis e ainda dizem que as vontades deles representam a vontade de Deus.” (02/10/2019).
(“Quanto a Mateus, apresenta, de maneira mais sistemática, a partir das profecias do Antigo Testamento, a tese central dos três outros Evangelhos: Jesus é o Messias (Cristo em grego) prometido no Antigo Testamento.” Pág. 25). O Messias prometido no Antigo Testamento (Dt 18,15) é um profeta e não o próprio Deus. Os seguidores de Jesus do primeiro século não compreenderam a profecia do AT e começaram a transformar Jesus em Deus Filho e complicaram a todos aqueles, que vieram depois, no processo de compreensão da Verdade.
(“Se consideramos com seriedade essa cronologia e o fato de que Lucas e Marcos foram colaboradores imediatos e discípulos admiradores de Paulo (como prova, para Lucas, a segunda parte dos Atos, que são o prosseguimento de seu Evangelho), uma conclusão parece evidente: ao contrário do que poderíamos pensar ao ler os evangelhos na ordem tradicional. Paulo não é um comentador dos Sinópticos já que sua obra lhes é anterior”. Pág. 25). Paulo é sim o principal responsável por muitos erros dos ensinamentos teológicos do Novo Testamento, pois Deus nunca exigiu ou ficou satisfeito com sacrifícios de sangue. (02/10/2019).
(“Pelo contrário, a obra de Paulo é uma das fontes teológicas dos Evangelhos”. Pág. 25). Essa é sim a pura verdade, pois Marcos e Lucas escreveram os Evangelhos e colocaram neles os sofistas pensamentos ou ensinamentos teológicos do apóstolo Paulo, principalmente sobre as Teologias da Cruz e do Sangue. (02/10/2019).

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Qui, 02/Abr/2020 21:15 
Online

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6675
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
Como sempre faço, à medida que vou lendo algum livro, vou também escrevendo no meu exemplar. Veja o que escrevi no livro “Deus é necessário?” do Roger Garaudy.

17 - Escrito nas páginas 112 a 114.
(“Nenhum daqueles que experimentou Jesus vivo precisa fortalecer sua fé pela “prova” de um túmulo vazio. Nem tampouco pela de “aparições” em carne e osso de um Jesus que vive neles sua vida irrecusável: ela dispersou o fogo-fátuo dos desejos parciais para que vivessem a vida do todo – não mais sentir dor nas pernas ou no estômago, mas no sistema que gera e aumenta a cada dia a desigualdade e a exclusão”. Pág. 112). Até os apóstolos tiveram dúvidas sobre as “aparições” e só acreditaram porque as viram com os próprios olhos e por isso tornaram-se verdadeiras para eles. A principal culpa não está no sistema, mas nas atitudes de cada um que dirige o sistema e que não consegue compreender quem ele realmente é, de onde veio e para o que veio e o que irá fazer depois dessa passagem aqui na terra. As “aparições” continuaram acontecendo, mas de uma forma bem secreta durante muitos séculos, mas a partir do século XIX deixou de ser tão secreta: Estudar a Espiritologia e a evolução. (11/10/2019).
(“Ficar de pé para participar do “sepultamento” de Jesus é a ressurreição de que, hoje mais que nunca, o mundo precisa, pois em um momento em que seus quatro quintos já estão condenados à exclusão pelo poder de um único, e que a desigualdade não para de crescer, já não se trata mais de uma “crise” do sistema, mas de um “impasse” no fundo do qual está a morte”. Pág.112). O autor necessita sim do autoconhecimento, pois ele está sim perdido no labirinto mental e teológico, que foi sendo criados durante séculos e milênios. Ninguém será condenado a exclusão, mas cada um colhe aquilo que plantou e irá colher o que estiver planando. (11/10/2019).
(“Como se opera essa saída do tempo e da morte? Não por uma intervenção exterior, como a ressurreição de Lázaro, que nada tem a ver com a de Jesus, porque Lázaro retornará à morte (no tempo). Não por um milagre que nos salvaria como a um afogado que um amigo retira da água. Quando se atribui um milagre a Jesus, ele sempre diz: “Tua fé te salvou” (Mt 9,22; 20,34; Mc 4,15; Lc 8,24; 7,48; 18,42-43; 7,50; 17,19); etc.).” Pág. 112). Cuidado com esse ensino, pois ele vem sim baseado num secreto sofisma, mesmo sendo escrito como se fosse dito por Jesus, pois a fé da pessoa era sim no poder de Jesus e na confiança que a pessoa passou a ter em Jesus. Será se o autor saberá explicar por que em alguns casos os discípulos não deram conta do “milagre” e Jesus deu conta depois? (11/10/2019).
(“O caminho é a transformação de si, desse desprendimento que nos esvazia do parcial, deixando o lugar para o todo e vivendo o Uno: “Se não jejuares, não encontrarás o Reino” (Ts 27).” Pág. 112). Idem. Cuidado com o sofismo sobre o ensino do “todo” e do “Uno”. (11/10/2019).
(“Essa exigência é perpétua: “O que esperam chegou, mas não o conhecem” (Ts 51). Ela é libertadora, pois nos torna responsáveis pelo retorno ao Uno. Jesus disse: “quando fazem de dois Um, tornam-se filhos do homem” (Ts 106).” Pág. 112). Onde está escrito que Jesus disse isso? (11/10/2019).
(“Essa vitória do Todo sobre o parcial, do um sobre as intenções do nosso pequeno eu, esse vazio que permite a irrupção do divino em nós, é a única via escolhida, através de culturas diversas, por todas as sabedorias do mundo.” Pág. 112). Eis aqui um sofisma que foi aceito como uma absoluta verdade. O Todo só existe porque existiram antes muitos parciais, se o Todo vencer o parcial, então ele dará início a sua autodestruição, pois começa a se destruir, já que é a soma de todos os parciais. (11/10/2019).
(“Todos os seres e eu mesmo somos um na origem. Todos os seres são um todo imenso. O que está unido a essa unidade a ponto de ter perdido a noção de seu ‘eu’... nenhuma vicissitude pode atingi-lo” (Chumg Tsé, II, E)”. Pág. 113). Ensino sofista. Sofismo: o “todo” só existe porque existiram antes muitos “uns” ou “muitas partes”. Esse foi o mesmo erro cometido pelo C. G. Jung quando ele defendeu o “inconsciente individual” e o “coletivo”, dizendo que nas profundezas de cada “inconsciente individual” existe o “inconsciente coletivo” sem o “individual”. Toda comunidade só existe porque existem nela muitos indivíduos. Deus é Uno e não o TODO. (11/10/2019).
(“Um homem totalmente absorto pelo movimento giratório cósmico, e se movendo com ele, não depende de mais nada. Ele é perfeitamente livre, pois sua pessoa e sua ação estarão unidas à pessoa e à ação do grande Todo...O super-homem não tem um ‘eu’ próprio nem ação própria, nem mesmo nome próprio. Porque ele é Uno com o todo” (Chuang Tsé, I, C).” Pág. 113). Idem. Quem realmente deseja conhecer e compreender a Verdade não pode ficar preso aos ensinamentos dos mestres antigos sem compreendê-los, pois cada um tem que libertar-se dos ensinamentos sofistas do passado, mesmo que foram ensinados por grandes mestres do passado. (11/10/2019).
(“É o ensinamento do divino Bhagavad Gita: “O homem que, abandonando todos os seus desejos, segue livre de apegos e não diz mais ‘sou eu’, nem ‘eu’, é o que alcança a paz...” “Dedicando a mim, o Deus Vishnu, todas as ações, liberto do desejo de poder e de todo espírito de posse, tua febre apaziguada, combate.”. Pág. 113). Idem. Idem.
(“A teologia negativa reconhecia modestamente que somente podia nos dizer o que Deus não é, em particular, que ele não é o sentido em que os seres são. Uma presença ativa, irredutível ao que nossa vista ou sentidos, nossas palavras e nossos conceitos alcançam”. Pag. 113). Esse texto me fez lembrar da primeira resposta que recebi do padre João Batista Libânio, mas quando ele recebeu a minha terceira carta, ele decidiu fugir para a inexpugnável fortaleza do silêncio, como muitos outros teólogos também fizeram depois, pois, na realidade, todos temem a Verdade. (11/10/2019).
(“Fazer com que tomemos consciência de não sermos como um átomo, isolado em sua autossuficiência, mas de só existirmos por nossa relação como os outros e com o Todo: E que só assim se pode vencer a morte”. Pág. 114). Que filosofia barata! A felicidade plena de cada um só depende dele mesmo, logo que compreende a Verdade e conquista o Autoconhecimento. O autoconhecimento mostra e prova a Identidade Individual e Cósmica de cada um, que faz parte do todo. O conceito em torno do “TODO” foi e ainda é um grande erro de muitos pseudos sábios, pois o “TODO” só existe porque existiram antes muitos Indivíduos ou Elementos. (11/10/19).
(“Quem deu tudo (como Jesus) eleva-se “acima do tempo”, escreveu Mestre Eckhart (Sermão 5a). Dar tudo, a única relação que nos liga aos outros, a todos os outros, ao todo e ao sentido, que chamamos de Deus. Essa relação constitui a nossa mais verdadeira vida, que se chama amor. Ainda Mestre Eckhart: “No amor que damos, não há dois, mas um. O que o homem ama, ele se torna por amor. Quando o homem ama Deus, torna-se Deus” (Sermão 5a).” Pág. 114). Ensino sofista. Cuidado com os falsos mestres do passado e seus sofismas: Deus é só o Espírito Incriado e nenhum Espírito criado se torna Deus. (11/10/2019).

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 431 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 25, 26, 27, 28, 29

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Rosário e 1 visitante


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para:  
Powered by phpBB® Forum Software © phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB