Portal do Espirito

A sua referencia em Doutrina Espirita na Internet
Bem-vindo: Qui, 02/Abr/2020 15:46
Ler mensagens sem resposta | Pesquisar por tópicos ativos


Todos os horários são GMT - 3 horas




Criar novo tópico Responder  [ 285 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 14, 15, 16, 17, 18, 19  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qua, 06/Jan/2016 22:17 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6670
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um abraço.
Eis o que postei no jornal sobre o artigo do José Reis Chaves do dia 19/05/2014, que está nesse endereço:
http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/j ... s-1.847451

Publicado no dia 19/05/2014. Toda prece de pedido ou de agradecimento beneficia sim àquele, que a faz. Até as preces de pedidos para o bem de outras pessoas, então são preces altruístas, também beneficiam àqueles que as fazem. Essa verdade tem que ser divulgada para que todos possam aprender a viver e conviver bem.

Publicado no dia 19/05/2014. O céu (ou “os céus”) não é um lugar que se conquista após a morte do corpo físico, mas um estado de espírito que tem de ser conquistado enquanto estamos vivendo em corpos de carne. Todo indivíduo, que teve o seu nascimento do alto (João 3,3 e 7), passa a viver no céu, pois conquista a consciência de que desceu do céu (João 3,13). A maioria das pessoas, inclusive os teólogos, não entendem nada sobre o nascimento do alto ou sobre o batismo com o Espírito Santo e com fogo (Mt 3,11).

Publicado no dia 20/05/2014. Toda vez que leio algo citando a fé, fico pensando na frase dita pelos sacerdotes durante a celebração de missas, logo após a consagração: “Eis o mistério da fé”. Fé por fé não salva a ninguém e mistério não explica nada. Veja o que escrevi no livro “Teologia e Ciências da Religião” na página 50: ‘Um dos maiores problemas para compreender o fenômeno religioso é a “fé”, que quase sempre cega o ser envolvido. A fé cega fez com que os teólogos criassem os dogmas e os mesmos foram impostos e protegidos a ferro e fogo. Isso só complicou a busca para a compreensão da Verdade. Só por meio da Teologia da Libertação e da Teologia da Verdade tornar-se-á possível abrir as portas para o encontro da Verdade Absoluta’. (18/06/2011).

Publicado no dia 20/05/2014. Continuando a comentar sobre a fé, veja o que escrevi na encíclica “A alegria do Evangelho”, do papa Francisco: ‘Fé: O estado de ter fé é uma etapa da vida do crente antes que ele encontre a Verdade, que liberta (Jo 8,32). Após, conhecer a Verdade o crente em Deus deixa de ter fé, pois ele passa a ter compreensão, conhecimento e entendimento da Bíblia, da missão de Jesus, da Vida, da criação e de Deus: Teologia da Libertação e Teologia da Verdade. (17/01/2014). (“... mas, na realidade, a fé vai-se deteriorando e degenerando na mesquinhez”. Pág. 54).

Publicado no dia 20/05/2014. Liberal Bugre, você citou a epístola aos Romanos de Paulo. Veja o que escrevi sobre o apóstolo Paulo, quando acabei de ler o livro: “Teologia da Libertação – perspectivas”, de Gustavo Gutiérrez: Neste livro e em todos os livros sobre estudos bíblicos e teológicos existem muitas citações das epístolas de Paulo de Tarso, que antes era conhecido pelo nome de Saulo (Atos 7,58 e 9), que passou a ser chamado de Paulo (Atos 13,9). Ele, o Paulo, foi educado na lei de Moisés, na qual constava os rituais de sacrifícios de sangue (Lv 1 a 10; 1Sm 1,21; 1Rs 8,62 e 63; Lc 2,23 e etc.) e Paulo passou a considerar a morte de Jesus na cruz como o sacrifício perfeito para redimir o gênero humano do poder do pecado. Para Paulo de Tarso todos os homens morreram em Adão e receberam a vida em Cristo (1Cor 15,21 e 22); Jesus entregou-se por nós a Deus como sacrifício (Ef 5,2); Cristo morreu por nossos pecados (1Cor 15,3) como um sacrifício único pelos pecados (Hb 10,12). A função do sacerdote para o Paulo era a de oferecer dons e sacrifícios pelos pecados (Hb 5,1). Como se vê Paulo, que foi educado na lei do sacrifício, aceitou e ensinou que a morte de Jesus foi sim um sacrifício perfeito. Por meio das epístolas de Paulo foi iniciada a construção do labirinto mental e teológico sobre a missão salvífica de Jesus, como também sobre Deus, a Vida e a Verdade. A conversão do perseguidor, Saulo ou Paulo, dos seguidores de Jesus para o grupo dos discípulos de Jesus foi sim por intermédio de uma intervenção do Espírito de Jesus (Atos 9,1 a 18) e Paulo ficou cego e sem comer e beber por 3 dias (Atos 9,9). Para alguém compreender bem o Paulo, que foi o único seguidor de Jesus, que foi convertido por Jesus em Espírito, precisa sim viver ou ter vivido algo semelhante ao que foi vivido por Paulo. Eu passei a compreender muito bem a experiência vivida por Paulo e o repentino processo de conversão dele porque vivi também experiências semelhantes, mas que duraram mais tempo (Janeiro de 1980 a 20 de Novembro de 1984) porque nenhum membro da hierarquia da Igreja me compreendeu ou me deu auxílio. Mas eu recebi o auxílio da Espiritualidade, inclusive dos Espíritos de Jesus e de Deus. (27/04/2014).

Publicado no dia 20/05/2014. Peço desculpa pelo erro ortográfico escrito no nome da encíclica do papa Francisco: “A alegria do Evangelho”. E aqui incluo mais dois textos que escrevi na mesma encíclica: 1º) Os teólogos, como fiéis defensores da doutrina católica, tudo fizeram e fazem para continuarem a manutenção do labirinto criado em torno da Verdade, de Jesus e de Deus, mas finalmente a saída do labirinto foi mostrada por Deus e aqui estou para explicar e anunciar para quem puder entender! (18/01/2014). Ver pág. 82. (“Excluído o Espírito Santo, que é o vínculo de ambos, não se pode entender a concórdia da unidade entre o Pai e o Filho”. Pág. 73). 2º) Se apenas víssemos este texto, então estava ótimo e muito bem esclarecido. Mas este mesmo “espírito” orienta para “massacrar” outros povos (Êxodo 3,8-9: “Por isso desci a fim de libertá-lo da mão dos egípcios, e para fazê-lo subir daquela terra a uma terra boa e vasta, terra que mana leite e mel, o lugar dos cananeus, dos heteus, dos amorreus, dos ferezeus, dos heveus e dos jebuseus. Agora, o clamor dos filhos de Israel chegou até mim, e também vejo a opressão com que os egípcios os estão oprimindo”); essa destruição está registrada no livro de Josué 1 a 12: todos os povos de 31 reinos foram passados ao fio da espada. E as pragas contra todo o povo egípcio? (Êxodo 7,8 a 12). Isso não foi divino! Não foi de Deus! (Ver pág. 104). Por que o Papa só citou o início do versículo de Êxodo 3,8 e não o versículo todo como citei acima? A Verdade assusta, dói e amedronta, mas tem que ser dita! (21/01/2014). (“Basta percorrer as Escrituras, para descobrir como o Pai bom quer ouvir o clamor dos pobres: (citou Êxodo 3,7-8.10)”. Pág. 111).

Publicado no dia 21/05/2014. Durante séculos e até milênios os líderes religiosos foram criando um labirinto em torno de Deus, da Vida e da Verdade. Os líderes religiosos tentaram até fazer um esquema ou forma padrão para que Deus se revelasse aos seres humanos. Os líderes religiosos, que atualmente aceitam a Bíblia como sendo a palavra de Deus, aceitam passivamente o tal labirinto criado em torno de Deus e, quem aceita que a Bíblia é a palavra de Deus nunca irá encontrar a Verdade, que liberta (João 8,32) e plena (João 16,13). Veja o que escrevi na encíclica “A alegria do Evangelho” do papa Francisco: ‘A Palavra de Deus não está escrita em lugar nenhum, mas se manifesta por intermédio de um profeta indicado por alguns, aprovado por outros e finalmente aprovado pelo próprio Deus. Assim foi com os profetas bíblicos, com o Mestre Jesus e finalmente por meio do representante de Deus no mundo físico atual, que veio ensinar a Verdade Plena (João 16,13). Entenda quem puder entender. (16/01/2014)’. (“As diversas linhas de pensamento filosófico, teológico e pastoral, se deixam harmonizar pelo Espírito no respeito e no amor, podem fazer crescer a Igreja, enquanto ajudam a explicitar melhor o tesouro riquíssimo da Palavra”. Pág. 30).

Publicado no dia 23/05/2014. Estou lendo o livro “Os Servos de Deus”, de Taylor Caldwell e veja o que escrevi na página 228: Esse relato sobre o senhor Oswald Morgan é realmente intrigante e me ajuda apesar e entender as atitudes omissão dos membros da hierarquia da Igreja... Roma realmente não aceita “santos” com facilidade e principalmente se forem vivos. Os membros da hierarquia da Igreja teme a Verdade, que liberta (Jo 8,32) e plena (Jo 16,13). O “Advogado do Diabo” faz o “diabo” para que a Verdade continue oculta e longe do alcance de todos. A fé é o principal empecilho para o encontro e compreensão da Verdade, pois aquele que tem fé fica cotente com a fé e nunca vai a caça ou a busca da Verdade. Quanto maior é a fé do crente, mais longe ele fica da Verdade, pois quem encontra de verdade a Verdade não precisa mais da fé, pois conhece a Verdade e se liberta (Jo 8,32). A Verdade elimina a fé. (23/05/2014).

Liberal Bugre. (Publicado no dia 22/05/2014).
Interessante observar que pessoas que desacreditam a Bíblia acabam apresentando citações Bíblicas para tentar consolidar suas "opiniões".

Publicado no dia 23/05/2014.
Liberal Bugre. Quando uma pessoa começa a entender a verdade sobre a Bíblia, ela fica livre dos ensinamentos bitoladores de sua liberdade de pensar. Veja como iniciei uma carta para um teólogo, que era defensor da Teologia da Libertação: Belo Horizonte, 21 de Julho de 1993. Padre João Batista Libânio, que paz e o amor de Deus-Pai-Mãe o envolvam e que a luz de Jesus possa guiá-lo pelo caminho que conduz à perfeição. Vamos pedir a Deus, que é a fonte suprema de sabedoria e vida, força e coragem para podermos “pensar no já pensado”, encontrando assim a verdade, que liberta, para termos vida e vida em plenitude. Padre Libânio, nós temos em comum a missão de trabalharmos na construção do “Reino de Deus”, um reino de amor, caridade, sabedoria, humildade, servir e perfeição. Para cumprirmos bem esta missão temos que encontrar a verdadeira Verdade e divulgá-la com todas as nossas forças. Hoje gosto de falar assim: “Apaga tudo o que aprendeste sobre a Bíblia Sagrada, mas não a jogue fora, guarde-a muito bem mesmo, pois a Bíblia Sagrada é uma fonte inesgotável de ensinamentos e sabedoria”. Você, Padre Libânio, poderá compreender melhor esta frase lendo e entendendo bem a minha 2ª carta. O que expus nela fiquei sabendo em 1984, só que não encontrava um bom amigo cristão para poder contar, dialogar livremente e aprofundar sobre a tese tratada...

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Dom, 07/Fev/2016 11:24 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6670
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um abraço.
Eis o que postei no jornal sobre o artigo do José Reis Chaves do dia 21/07/2014, que está nesse endereço:
http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/j ... s-1.886718

Publicado no dia 21/07/2014.
Os primeiros seguidores de Jesus, iniciando pelos escritos de Paulo até ao século V, criaram um labirinto em torno de Deus, da Verdade e da Vida, que perdurou por muitos séculos. Agora estamos vivendo o Era do Espírito da Verdade, que irá conduzir a quem quiser à verdade plena (João 16,13). Isso não foi possível antes porque qualquer dúvida com relação aos ensinamentos dogmáticos da Igreja a pessoa era perseguida, torturada e até condenada a morte nas fogueiras da inquisição. O que aconteceu na última ceia entre Jesus e seus discípulos ainda não foi compreendido pelos teólogos e demais seguidores de Jesus, mas a Verdade sobre o que aconteceu na última ceia também será esclarecido pelo Espírito da Verdade.

Publicado no dia 22/07/2014.
Veja o que enviei para muitos membros da hierarquia da Igreja: Instituição da eucaristia.
Mateus 26, 26 a 29: Enquanto comiam, Jesus tomou um pão e, tendo-o abençoado, partiu-o e, distribuindo-o aos discípulos, disse: “Tomai e comei, isto é o meu corpo”. Depois, tomou um cálice e, dando graças, deu-lho dizendo: “Bebei dele todos, pois isso é o meu sangue, o sangue da Aliança, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados. Eu vos digo: desde agora não beberei deste fruto da videira até aquele dia em que convosco beberei o vinho novo no Reino do meu Pai”.
Marcos 14, 22 a 25: Enquanto comiam, ele tomou um pão, abençoou, partiu-o e distribuiu-lhes, dizendo: “Tomai, isto é o meu corpo”. Depois, tomou um cálice e, dando graças, deu-lhes, e todos dele beberam. E disse-lhes: “Isto é o meu sangue, o sangue da Aliança, que é derramado em favor de muitos. Em verdade vos digo, já não bebereis do fruto da videira até aquele dia em que beberei o vinho novo no Reino de Deus”.
Lucas 22, 14 a 20: Quando chegou a hora, ele se pôs à mesa com sues apóstolos e disse-lhes: “Desejei ardentemente comer esta páscoa convosco antes de sofrer; pois eu vos digo que já não a comerei até que ela se cumpra no Reino de Deus. Então, tomando um cálice, deu graças e disse: “Tomai isto e reparti entre vós, pois eu vos digo que doravante não beberei do fruto da videira até que vinha o Reino de Deus”. E, tomou o pão, deu graças, partiu e distribuiu-o a eles, dizendo: “Isto é o meu corpo que é dado por vós. Fazei isto em minha memória”. E, depois de comer, fez o mesmo com o cálice, dizendo: “Este cálice é a Nova Aliança em meu sangue, que é derramado em favor de vós”.
No Evangelho de Lucas é feita uma inversão, pois primeiro Jesus pegou o cálice, deu graças e o entregou aos discípulos. E depois pegou o pão, deu graças, partiu e o distribuiu aos discípulos. Em Mateus e Marcos, primeiro Jesus pegou o pão e depois o cálice.
No Evangelho de João nada é citado com referência à instituição da Eucaristia na última ceia, como pode ser visto nos capítulos 13 a 17. Agora João cita, no Capítulo 6, 48 a 63, algo, que possui um profundo e fantástico ensinamento esotérico sobre a missão de Jesus na terra. Pode-se até dizer que aqui também temos a Teologia da Libertação, que nos liberta de tudo aquilo que é material (João 8,32), que são também as coisas de César.
Bom, então o que foi que Jesus fez e o que ele pediu para fazer em memória dele? Jesus abençoou o pão e o vinho, dizendo que eram o corpo e o sangue dele, que seriam oferecidos em oferta ao Pai para a redenção dos pecados do mundo. Jesus pediu para os discípulos fizessem o mesmo. Jesus era a própria oferta ao Pai, em função da remissão dos pecados e ele pediu para que fosse feito o mesmo que ele fez. Então os sacerdotes, fazendo o que Jesus fez, estão também se transformando em ofertas ao Pai como Jesus o fez para extinguir do mundo os pecados dos seres humanos. Finalizando digo que pão e o vinho, durante a Santa Missa, são consagrados e transformados no corpo e no sangue do celebrante e não no corpo e no sangue de Jesus. Na última ceia o celebrante era o próprio Mestre Jesus e nas Santas Missas os celebrantes são os sacerdotes, que fazem o mesmo que Jesus fez.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sáb, 09/Abr/2016 22:32 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6670
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um abraço.
Eis o que postei no jornal sobre o artigo do José Reis Chaves do dia 28/07/2014, que está nesse endereço:
http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/j ... o-1.890358

Publicado no dia 28/07/2014.
Chaves. Quando iniciei os meus estudos da Doutrina Espírita no início de 1981 e quando estudava O Livro dos Espíritos, vi na pergunta e resposta de número 13 que não havia o atributo de onipresente para Deus. Fiquei meio assustado, mas quando recebi a revelação explicativa do Mistério da Santíssima Trindade tudo ficou claro para mim, pois o engano estava sim no ensino do Deus Uno e Trino. Veja um texto de uma carta que escrevi para um bispo da Igreja Católica em 04/01/2000: Aceito que Deus pode estar em qualquer lugar, mas Ele não está em todo lugar, então o conceito ou idéia da onipresença para Deus é um pouco sofista, mas com isso não diminuo ou restrinjo a onisciência e onipotência de Deus. Se Deus estivesse presente em todo lugar ou em todo ser criado, Ele estaria também naqueles que roubam, matam, violentam, estupram, caluniam, dão falso testemunho e aí Deus estaria concordando com tudo ou seria completamente nula ali a sua presença. Como não consigo imaginar nenhuma nulidade para com Deus, então Ele não está presente nestes casos. Também, se Deus estivesse presente em todo lugar e ou em todos, não poderia haver discordância e até “guerras santas” em nome de Deus, isto seria uma grande contradição e muito irracional mesmo.

Publicado no dia 28/07/2014.
Veja outro texto escrito na mesma carta de 04/01/2000 escrita para um mesmo bispo: Nego também o “politeísmo”, que defende a existência de muitos “deuses”, mas existem muitos espíritos, e, em muitos casos, estes assumem a posição ou o lugar de Deus, por isso existem muita confusão e um caos mesmo de idéias e conceitos sobre Deus. Deus-Pai-Mãe, o primeiro Criador, não guardou só para si o segredo de ser criador, então aceito que qualquer ser criado, tem que evoluir, e poderá ser também um outro criador: o dualismo na criação. Cada um é o responsável por tudo aquilo que faz ou cria, e nós temos que ter capacidade para analisar, descobrir e entender se a criatura, com a qual nos estamos relacionando, veio de um criador bom ou não, ou mesmo se é Deus, uma criatura de Deus ou de um falso “deus”. A grande confusão e o labirinto que surgiram para toda a humanidade é que cada ser humano criou para si uma imagem de Deus, e julga que esta sua imagem de Deus é o verdadeiro Deus, por isso temos vários conceitos e idéias sobre Deus completamente errados. Veja e analise bem esta frase: “O Deus de muitos cristãos é anticristão”. Aqui se encontra a razão de muitos conceitos e idéias, que reduzem Deus a mediocridade de muitos: um Deus que se arrepende, um Deus que vinga, um Deus que tem ira, um Deus tirano e carrasco, um Deus que exigiu a morte do Filho para poder perdoar a humanidade condenada pela culpa de Adão e Eva, um Deus que julga e condena para a eternidade, um Deus que exige uma obediência cega, um Deus que causa medo e terror, um Deus responsável por muitos males e pragas.

Publicado no dia 29/07/2014.
Existem pessoas que querem continuar na ignorância e não aceitam nada, que possa mostrar-lhes de verdade a Verdade. Veja o fundamento da minha forma de defender a Teologia da Libertação: “Veio para o que era seu e os seus não o receberam” (Jo 1,11). “És mestre de Israel e ignoras essas coisas? Em verdade, em verdade, te digo: falamos do que sabemos e damos testemunho do que vimos” (Jo 3,10 e 11). “Ele, porém, lhes disse: “Tenho para comer um alimento que não conheceis”. “Meu alimento é fazer a vontade daquele que me enviou e consumar a sua obra”” (Jo 4,32 e 34). “Meu Pai trabalha até agora e eu também trabalho” (Jo 5,17). “O espírito é que vivifica, a carne para nada serve. As palavras que vos disse são espírito e vida" (Jo 6,63). “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (Jo 8,32). “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida” (Jo 8,12). “Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo” (Jo 9,5). “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (Jo 10,10b). “Se, portanto, eu, o Mestre e o Senhor, vos lavei os pés, também deveis lavar-vos os pés uns aos outros. Dei-vos o exemplo para que, como eu vos fiz, também vós o façais” (Jo 13,14 e 15). “Dou-vos um mandamento novo: que vos ameis uns aos outros. Como eu vos amei, amai-vos também uns aos outros” (Jo 13,34). “Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros como eu vos amei. Vós sois meus amigos, se praticais o que vos mando” (Jo 15,12 e 14). “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que seu senhor faz; mas eu vos chamo de amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu vos dei a conhecer. Isto vos mando: amai-vos uns aos outros" (Jo 15,15 e 17). “Tenho ainda muito que vos dizer, mas não podeis agora suportar. Quando vier o Espírito da Verdade, ele vos conduzirá à verdade plena...” (Jo 16,12 e 13a).

Publicado no dia 29/07/2014.
Aprendemos muitos ensinamentos não verdadeiros sobre Deus. Aprendi que Deus era justo, mas veja a minha resposta sobre uma pergunta se Deus é justo? Resposta: “NÃO”. Primeiro quero dizer que o termo ou a palavra “justo” não é adequado para se fazer referências à perfeição, onisciência e bondade de Deus. Deus tem bondade, sabedoria, e perfeição infinitas, então Ele está além do estado de ser justo, que tem a ver com justiça. Deus não julga a ninguém e trata a todos da mesma forma. Deus ama irrestritamente a todos. Quem AMA e tem um AMOR infinito está acima de qualquer Lei ou leis. Quem AMA trata a todos de uma forma igual (Mt 5,45 e 20,1 a 16). É justo pagar o mesmo salário por um trabalhador, que deu o duro o dia inteiro: 12 horas de serviço, o mesmo valor para outro que trabalhou apenas uma hora e no mesmo trabalho? (Mt 20,1 a 15). Pois “justo” tem a ver com a justiça e onde existe a necessidade da justiça é porque ainda existe a injustiça e não tem perfeição. Também termo “justo” tem a ver com justiça e julgamentos e Deus não julga, pois ele respeita sempre a liberdade e o livre arbítrio de todos. Deus é bom, é perfeito, é sábio e iniciou a criação para que todos os seres a serem criados fossem iguais a ele, pois se assim não o fosse Deus não seria plenamente perfeito. Como o termo “justo” não é adequada para fazer referências a Deus, muito menos então são os termos “injusto” ou “neutro”. E onde existe a injustiça, existe a necessidade da justiça então a perfeição está muito longe ainda de ser alcançada. Deus tem perfeição infinita (Mt 5,48).

Publicado no dia 30/07/2014.
Deus perdoa? Resposta: “NÃO”. Se o perdão existisse, esse seria a maior injustiça, que existiria no Perfeito Plano de Deus com relação à Criação. Todos os que devem terão que pagar até ao último centavo ou ceitil (Mt 5,26 e 18,34). Agora vou explicar a minha resposta NÃO, pela qual já fiz teólogos se calarem. Em25/12/1990 escrevi para um bispo: “DEUS NÃO PERDOA NUNCA”. Explicando a tese, primeiro, cito a teologia de Santo Agostinho (ou do mestre dele: Santo Ambrósio, ou mesmo de seus mestres), que ensinou o seguinte: “A ofensa cometida pelo homem contra Deus é maior do que o ofensor, por isso o homem não teve “autoridade e nem capacidade” de pedir perdão da ofensa cometida ao ofendido, que é Deus e por isso Deus enviou o próprio Filho, Jesus, para limpar ou resgatar a culpa causada pela desobediência do homem”. Para mim é bonito ver a dimensão do amor infinito de Deus na teologia agostiniana, mas por outro lado é de uma grande falta de lógica ou de uma mediocridade mesmo para explicar a “perfeição e sabedoria infinitas de Deus-Pai-Mãe Criador”. Pois para que a humanidade conseguisse o perdão de Deus foi necessária e até aceita ou exigida por Deus-Pai-Mãe o sangue e a morte de Jesus de Nazaré na cruz. Isso é o mesmo que negar a capacidade infinita de compreensão por parte de Deus, como também negar a onisciência e a onipotência de Deus. Agora resumindo digo: “Deus não perdoa nunca”, porque para que houvesse necessidade de “perdoar” por parte de Deus, antes Ele sentiu-se ofendido e se Deus se ofendesse, Ele não seria Deus, pois Deus é paciência, compreensão, amor, perfeição e sabedoria em plenitude. Então como Deus nunca foi ofendido por isso Ele não tem nada para perdoar; isto é: Não Perdoa Nunca. Nós temos que pedir perdão sim, mas é aos nossos irmãos, pois a estes ofendemos e nós temos que perdoar também é a nós mesmos, pois muitas vezes agimos de uma forma contrária às leis do amor, fraternidade, liberdade, compreensão, humildade, fidelidade, alteridade e da Verdade. Esse foi o caso do grande Bispo, Confessor e Doutor da Igreja: Santo Agostinho, pois ele foi batizado com 33 anos e tornou-se um grande teólogo, mas não conseguiu perdoar a ele mesmo pelos atos cometidos antes na vida mundana e desregrada, que levava. Por isso defendeu a tese que: “A culpa da desobediência cometida pelo homem foi maior que o ofensor e por isso o homem não tinha condição de nem pedir perdão, como também, para ele, não era possível conseguir a autorredenção”. São Paulo também é defensor dessa mesma “tese”, por isso a complicação e confusão de muitos estudiosos de suas epístolas ou cartas. (Continua).

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sáb, 09/Abr/2016 22:40 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6670
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um abraço.
Eis o que postei no jornal sobre o artigo do José Reis Chaves do dia 28/07/2014, que está nesse endereço (Continuação):
http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/j ... o-1.890358
Publicado no dia 30/07/2014.
Continuando a explicação da minha resposta “NÃO” para a minha pergunta “Deus perdoa?”, divulgo aqui trechos da 1ª carta, que escrevi para o padre Libânio em 13/09/1992: Vou expor agora uma de minhas teses, que é: “DEUS NÃO PERDOA NUNCA”. Antes de explicar a tese, primeiro farei um comentário sobre outra tese teológica, que ouvi sem ter concordado com ela: “A ofensa cometida pelo homem contra Deus era maior do que o ofensor, por isso o homem não tinha autoridade e nem capacidade de pedir e alcançar o perdão da ofensa cometida contra o ofendido: Deus. O homem não podia alcançar a sua redenção. Então Deus enviou seu Filho, Jesus, como Salvador da humanidade, limpando e resgatando a culpa originada pela desobediência do homem, que foi a causa de sua expulsão do paraíso”. Nesta tese é muito bonito ver a dimensão do amor de Deus, mas é de uma grande falta de lógica e de razão para com a perfeição, a sabedoria e a humildade de Deus, como também com a capacidade de compreensão de Deus para com todos nós. Para mim é difícil pensar que os homens (teólogos) chegaram a conclusão que para que Deus perdoasse a humanidade foi necessária, aceita e até exigida por Deus a morte de Jesus, seu Filho, na cruz e ainda por um julgamento injusto e um drama cheio de traições, realmente um acontecimento digno da perfídia de muitos falsos líderes da humanidade. Agora vou apresentar a justificativa e defesa da tese que é:
“DEUS NÃO PERDOA NUNCA”. Deus não perdoa nunca porque Ele é sábio, perfeito, bom, justo (Atualmente já não uso mais esse termo para se referir a Deus: veja a pergunta e resposta 47) e compreensivo. Tudo em Deus tem que ser o melhor possível, pois senão um outro seria melhor do que Ele em algum atributo e aí Deus teria que melhorar em alguma coisa. Deus não perdoa nunca porque para que houvesse necessidade do perdão por parte de Deus, é porque antes Ele teria se sentido ofendido, e se Deus se ofendesse Ele não seria Deus, pois Deus é amor, paciência, compreensão, sabedoria e humildade em plenitude. Quem é sábio, perfeito, bom, justo e compreensivo nunca se sente ofendido. Então, como Deus é perfeito em tudo Ele nunca se sentiu ofendido, nunca foi ofendido, por isso Ele não tem nada para perdoar. Só tem que perdoar aquele que se sente ofendido e quem se sente ofendido não é ainda perfeito. Se entre os homens mais sábios e mais justos já existem aqueles que não se ofendem de maneira nenhuma e esta é a meta a ser atingida por todo ser humano: A PERFEIÇÃO. Como podemos negar esta capacidade para Deus? Como puderam ensinar que Deus sentiu-se ofendido pelo ser humano e ainda foi necessária a morte de Jesus na cruz para redimir o gênero humano? Para mim é o mesmo que defender que Deus não é perfeito.
Publicado no dia 30/07/2014.
Comentar sobre a Verdade é sim algo muito difícil, pois a maioria das pessoas só quer ficar na ignorância da fé, que cega o crente. O José Reis Chaves está sim tendo a coragem de falar sobre verdades de fundo religioso e isso choca a quem ainda não conheceu a Verdade, que liberta (João 8,32).
Publicado no dia 31/07/2014.
Comentar ou falar algo sobre Deus é sempre algo bem individual, pois cada um tem suas ideias e conceitos sobre Deus. Eis uma das perguntas para quem inicia uma busca para começar a entender do assunto sobre Deus: Você acredita em Deus? Minha resposta é “SIM”. O acreditar ou não em Deus é algo muito específico de cada pessoa e, em muitas vezes, depende da nossa educação e em outras depende da busca individual da Verdade. Muitos ateus tornaram-se adeptos do ateísmo por causa dos ensinamentos irracionais e ou até infantis sobre Deus, que aprendemos de nossas religiões, enquanto éramos crianças. Como a absurda Teologia de Sangue, da Cruz, do Sacrifício e do Sofrimento. Muitos cristãos ensinaram e ainda ensinam que Jesus morreu na cruz para redimir o gênero humano e muitos ainda dizem, em completa ignorância: “O sangue de Jesus derramado na cruz já me salvou ou já lavou os meus pecados”. O ensinamento do “pecado original” é realmente outro absurdo para com a perfeição divina, como também o é a doutrina das “penas eternas”. E quando essas pessoas, os ateus, começaram a questionar aos líderes religiosos sobre tais princípios, tidos como dogmas, estes também não souberam explicar, mas tentaram defender o que aprenderam por meio da fé e nem explicaram as diferenças entre os seres humanos, então aqueles, que estavam e continuam procurando a Verdade, passaram a negar a existência de Deus, pois julgaram que foram enganados e não aceitam mais nada sobre religião. Torna-se necessário conversar com essas pessoas e descobrir o que aconteceu com cada uma. Existem ateus muito mais sábios e convincentes sobre o que Deus não é, do que crentes, que não sabem o que ou quem realmente Deus é.
Publicado no dia 31/07/2014.
Você sabe que Deus existe? Minha resposta é “SIM”. Saber que Deus existe é ir além de só acreditar que Deus existe. Para saber que Deus existe é necessário senti-lo e para senti-lo necessita ter o coração puro (Mt 5,8.). Muitos seres humanos sentem a presença ou as presenças de espíritos amigos ou afins, que pertencem à mesma egrégora e pensam que estão sintonizando com o próprio Espírito Santo de Deus. Por causa do sentimento da presença ou das presenças de espíritos amigos é que foi criada a doutrina do Espírito Santo, como sendo a 3ª pessoa do dogma da Santíssima Trindade. Também por causa destas mesmas presenças sentidas de outros espíritos é que foi criada a doutrina panenteísta, que defende que tudo está em Deus e Deus está em tudo. Para discernir a identidade dos espíritos ou almas, que se aproximam de um ser humano é necessário estudar e compreender bem a Espiritologia. Veja o que está escrito em 1João 4,1: “Caríssimos, não acrediteis em qualquer espírito, mas examinai os espíritos para ver se são de Deus, pois muitos falsos profetas vieram ao mundo”.
Publicado no dia 31/07/2014.
Para explicar um pouco mais sobre Deus passei a utilizar da matemática por meio da teoria de conjuntos: Deus Uno e Trino ou o Mistério da Santíssima Trindade: Deus-Pai, Deus-Filho e Deus-Espírito-Santo, três pessoas distintas, mas um só Deus. Deus aqui é comparado com o maior conjunto possível, cosmicamente falando. Cada espírito, cada ser vivo, cada célula e cada átomo são elementos deste “imenso conjunto cósmico”, que pode ser dividido em milhares de subconjuntos. Cada ponto é um elemento deste imenso conjunto, que é o infinito espaço cósmico, que continua sendo espaço livre, pois tudo aqui é só idéias e conceitos abstratos, dentro de conceitos racionais e lógicos. Deus-Pai, a quem realmente chamo de Deus, é um elemento deste conjunto também. Jesus já nos ensinou: “Mas vem a hora, e é agora, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e verdade, pois tais são os adoradores que o Pai procura. Deus é espírito, e aqueles que o adoram devem adorá-lo em espírito e verdade” (Jo 4,23 e 24). Dividindo o grande conjunto cósmico em três (3) subconjuntos, temos: a) Deus-Pai-Mãe-Criador, o Espírito Incriado e primeiro Criador, é um conjunto de um só elemento, já que ninguém é igual ao Pai. b) Deus-Espírito-Santo é o conjunto de todos os espíritos criados, que estão libertos dos corpos de carne. Então cada espírito livre da matéria bruta é um elemento deste conjunto (subconjunto), que é o “Espírito-Santo”. c) Deus-Filho é o conjunto de tudo aquilo que existe no reino da matéria, pois a matéria também foi criada, desde o átomo até a um planeta, desde o microscópico vírus até ao ser humano, que é o rei da criação. Então cada ser vivo é um elemento deste conjunto (subconjunto), que é o “Deus-Filho”.
Publicado no dia 31/07/2014.
Nestor. A forma de falar: “Céu é ter Deus no coração” é uma forma meio sofista de comentar ou falar sobre Deus. Esse jeito de falar sobre Deus só comprova, para mim, a ignorância do Papa João Paulo II sobre Deus. Se ele soubesse realmente quem é Deus, ele nunca iria agir como agiu em função aos teólogos defensores da Teologia da Libertação; como também ele iria dar demonstração do conhecimento sobre Deus dando igualdade às mulheres dentro da Igreja, isto é: dando às mulheres o direito de receber o sacramento da Ordem.
Comentário do Nestor. (Publicado no dia 31/07/2014).
Concordo. Tanto que o Papa atual está avaliando esses erros para uma possível reforma. Quanto às mulheres, a Anglicana está à nossa frente. Já a Teologia da Libertação o que deve estar pegando é o viés comunista, sobretudo materialista nela contido. Mas, afinal, quem sabe o que é Deus?...Será por
que quanto mais a ciência avança, Deus diminui?...
Publicado no dia 01/08/2014.
Saber quem é Deus é sim o grande dilema ou problema da humanidade e principalmente dos líderes religiosos. Quanto mais se sabe, mas necessitamos do entendimento sobre Deus: é preciso fazer uma união perfeita entre Religião e Ciência para encontrar a solução para todos os problemas da humanidade. Veja o 9º princípio da minha atual forma de entender e até explicar o caminho para a perfeição de cada: “Cada ser humano, que é um espírito criado, cria para si ideias ou imagens sobre Deus e pensa que suas ideias ou suas imagens sobre Deus representam ou são o verdadeiro e próprio Espírito de Deus, que deu o início à Criação, então saiba ouvir e entender aos outros, analise bem seus pontos de vista”. O 7º princípio é esse: “DEUS existe e é o ETERNO PRESENTE, pois para DEUS não existe passado e nem futuro, mas só o presente. DEUS é plenamente BOM, SÁBIO, PERFEITO e HUMILDE. DEUS não deseja ser adorado, mas AMADO. DEUS ama infinitamente a todos e não faz acepção de espíritos encarnados e desencarnados. DEUS iniciou a criação do NADA ABSOLUTO. Ele é o primeiro criador, mas não o único, pois Ele não guardou o segredo de SER CRIADOR só para Ele, então todo ser criado também pode se transformar em criador do NADA ABSOLUTO. DEUS dirige todo o processo da evolução cósmica, mas Ele sempre respeita plenamente a liberdade de todos os outros, até daqueles que agem contra a vontade dos outros, inclusive a dEle mesmo. Todo criador é responsável por suas criaturas até que elas alcançam a maioridade como espíritos e possam agir e se defender por conta própria”.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Dom, 19/Jun/2016 22:46 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6670
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um abraço.
Eis o que postei no jornal sobre o artigo do José Reis Chaves do dia 01/09/2014, que está nesse endereço:
http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/j ... a-1.908801

Nestor Martins Amaral Júnior. (Publicado no dia 01/09/2014). Excelente texto. Parece que a Igreja Católica já percebeu isso. Tanto que, ao contrário do que se fazia antes, agora não há críticas aos segmentos religiosos diferentes e sim respeito. Pois, há uma consciência da existência de pessoas santas em todas elas, e que o Deus ao qual servimos é o mesmo. Veja, por exemplo, o nosso bom Chico Xavier. Ainda recentemente o Papa Francisco afirmou com todas as letras: "Deus não é católico".

Publicado no dia 01/09/2014.
Chaves, parabéns por mais um ótimo artigo. Nestor, realmente Deus não é católico! Deus não criou nenhuma religião! Todo aquele que diz que Deus está presente na religião dele, propriamente dito não sabe o que está dizendo, pois ele tem ao lado dele, de uma forma invisível, é sim um ou mais espíritos criados loucos para serem adorados, vangloriados e louvados pelos seres humanos. Deus nunca exigiu servidores ou adoradores, pois Deus respeita plenamente a liberdade de todos.

Publicado no dia 02/09/2014.
Nestor. A origem de todos os ensinamentos em torno da exigência de adoração e do serviço para Deus é sim fruto da falta de conhecimento e entendimento de como agem os espíritos. Na antiguidade os faraós, imperadores e até tiranos eram considerados como sendo “deuses” para os súditos, que ficavam sempre curvados em adoração para essas pessoas, que se julgavam como sendo o próprio e único Deus para todos os súditos. Quando essas pessoas desencarnavam (ou morriam) e seus espíritos ficavam livres da prisão física do corpo de carne, então eles manifestavam para algum médium (os profetas da antiguidade: veja Isaías 6, quando aconteceu a manifestação do espírito do rei Ozias, que tinha falecida no mesmo ano) e se apresentavam como se fossem o próprio Deus. Quem sintonizou com o profeta Moisés foi sim o espírito do patriarca Abraão; veja o início da carta que escrevi para o teólogo João Batista Libânio em 01/01/1993: Caro amigo e companheiro em Cristo Jesus, nosso Mestre. Padre João Batista Libânio, a busca da Verdade libertadora e sua divulgação é uma responsabilidade de todos nós: os filhos(as) de Deus. Quem encontra a Verdade torna-se livre, compreensível, humilde e está repleto de amor, paz, bondade e sabedoria: é um mestre pronto a ajudar a todos e a ensinar a todos aqueles que queiram aprender consciente e livremente. Fiquei muito contente mesmo em receber sua resposta, mesmo que não tenha exposto suas opiniões sobre minhas colocações, mas a sua atenção muito me confortou. Quero deixar claro que dentro da minha tese: “Deus Não Perdoa Nunca”, a qual defendi em minha carta anterior, não existe “pecado” (= ofensa contra Deus) e por isso não existe também a possibilidade de “ruptura de nossa relação com Deus”. Também quero dizer que quando o “doador se ofende com a rejeição de um presente”, isso só é possível quando o doador não é perfeito e estamos ainda com plena visão humana e bem imperfeita. Padre Libânio, você me entendeu quando expus que aprendemos falsos conceitos e pseudas idéias sobre Deus (“o lado frágil e errado da afirmação”), mas quando você defendeu “um lado verdadeiro”, ainda continuou dentro de conceitos humanos bem imperfeitos, tentando aplicá-los a “Deus-Pai-Mãe”. Para mim não existe o pecado contra Deus, como me foi ensinado e o “perfeito doador” nunca se ofende com qualquer rejeição de presentes. Realmente sabemos mais o que Deus não é do que o que Ele é. Existe sim muita ofensa e muita ruptura entre nós: os filhos(as) de Deus. Vou agora expor outra tese minha, que é uma bomba, que é: “O TENTADOR DE JESUS É O MESMO ESPÍRITO, QUE MOISÉS CONSIDEROU COMO DEUS: IAHWEH”. Essa grande diferença: Deus e Satanás (Lúcifer), foi por causa da própria perfeição de Jesus comparada com a imperfeição do profeta Moisés. Moisés foi um assassino (Ex 2,12) antes de receber a revelação de sua missão.

Publicado no dia 04/09/2014.
Nestor. Para compreender o que é e como é uma tentação oriunda da Espiritualidade ou de um Espírito a pessoa tem que ter um ótimo conhecimento da mediunidade. Eu passei a utilizar de um neologismo para fazer comentários sobre as intervenções dos espíritos no mundo corporal, que é o estudo da Espiritologia. Eu passei a entender as tentações de origens das aproximações de espíritos a partir do final do ano de 1983, quando entidades aproximaram de mim e me fizeram observações ou perguntas diretas para mim. Exemplos: uma entidade aproximou-se de mim no final de 1983 e me perguntou se eu iria fundar uma nova religião. Outra entidade aproximou-se de mim, também no final de 1983, quando lia uma reportagem sobre a escolha dos candidatos para sucessão do Presidente João Batista de Figueiredo, e essa entidade me falou assim: “Quem vai resolver os problemas do Brasil é você!” Levou um grande susto, mas parei ler o jornal e fui escrever um pré-plano político. Depois fui raciocinar sobre o assunto, coloquei em xeque a informação e vi que a mesma não estava correta.

Nestor Martins Amaral Júnior. (Publicado no dia 04/09/2014).
Rosário esse conhecimento sobre mediunidade eu não tenho. A minha linha de raciocínio é intuitiva. Você que já estudou para padre conhece o conceito católico sobre Jesus, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, em tudo igual a nós, menos no pecado. Portanto o que eu disse aqui só faz sentido para os que acreditam como eu acredito, e também você um dia acreditou. Sendo assim, quem teria tentado Jesus como Deus, teria sido o próprio Jesus como homem. Foi mais ou menos isso, o que eu quis dizer.

Publicado no dia 04/09/2014.
Nestor. Realmente estudei nove anos como seminarista e aprendi que Jesus era verdadeiro Deus e verdadeiro homem, mas em Janeiro de 1980, quando aceitei a verdade da reencarnação descobri que tinha aprendido muitos ensinamentos da Doutrina Católica como verdades absolutas e que não eram verdadeiros, eram sim falsos ou mitológicos. Um desses ensinamentos foi o Mistério da Santíssima Trindade: o Deus Uno e Trino. Hoje digo que a Igreja Católica Apostólica Romana só irá encontrar o caminho para compreender a verdade, que liberta (João 8,32) e plena (Jo 16,13), quando o papa entender que muitos dogmas da Igreja foram originados por meio de erros teológicos, enquanto os teólogos católicos ficarem aprisionados, mentalmente falando, no Mistério da Fé eles nunca irão compreender a própria Verdade, nem a Deus e também não irão encontrar explicações para muitos dramas da humanidade. Já houve sim muitas intervenções no mundo corporal de falsos deuses, principalmente nos relatos bíblicos, que foram considerados como sendo o próprio Espírito Santo de Deus. Depois da morte e ressurreição de Jesus de Nazaré, muitos falsos Cristos já sintonizaram com muitos cristãos, que fundaram novas igrejas como se fossem as únicas verdadeiras. Toda essa confusão e ou esse labirinto criado em torno de Deus, da Bíblia e de Jesus vai ser esclarecida e explicada para quem quiser entender, pois estamos sim vivendo uma Era da Verdade, como profetizou Jesus em João 16,12 a 15, pois o Espírito da Verdade já está no seio da humanidade.

Carlos Michalski. (Publicado no dia 08/10/2014).
Meu Deus Santo de Israel,quanta heresia...! A "Religião" é Cristo crucificado e Ressurreto. ISTO É RELIGIÃO !!! Carlos Michalski

Publicado no dia 10/10/2014.
Carlos Michalski. Deus é plenamente perfeito (Mt 5,48) e bom (Mt 19,17) e ama infinitamente a todos. Jesus foi crucificado por que ele veio nos ensinar o caminho do nosso aperfeiçoamento por meio do perdão (Jo 8,2 a 11) e do amor até para com os inimigos (Mt 5,44). Como os ensinamentos de Jesus desagradaram aos líderes religiosos do Sinédrio Judeu, então estes decidiram pela morte de Jesus (Mt 26,47 a 68), mas armaram uma traição para o Pilatos, pois decidiram que Jesus seria condenado a morrer na cruz (Mt 27 a 38). Na época todos os que tinham divergências religiosas com o Sinédrio Judeu podiam ser condenados à morte pelo apedrejamento (Atos 7,55 a 60). Jesus morreu na cruz como muitos seres humanos foram condenados à morte nas fogueiras da inquisição da Igreja Católica Apostólica Romana.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 15/Jul/2016 17:24 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6670
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um abraço.

Vejam esse endereço:
viewtopic.php?f=12&t=3650&p=146436#p146436

Faço aqui esse destaque da 3ª carta, que enviei para o padre Anderson:
Citação:
A decisão de lhe escrever mais essa carta foi tomada enquanto ouvia a sua homilia de hoje sobre o Evangelho de São João sobre o pão da vida e principalmente sobre a sua última frase, conforme o versículo: ‘Então, disse Jesus aos Doze: “Não quereis também vós partir?” (Jo 6,67)’.
Imediatamente o Espírito Santo de Deus me pediu para lhe escrever mais essa carta, que já é a 3ª, inicialmente fiquei em dúvida se iria ou não lhe escrever, mas Ele me pediu uma confirmação se eu iria ou não lhe escrever e respondi para Ele que iria sim... Quando fui ao altar falei baixinho para Deus que iria cumprir o que lhe tinha prometido um pouco antes e logo que desci as escadas, outros Espíritos já me perguntaram o que eu tinha prometido para Deus. E como não expliquei nada para eles no momento, então eles vieram até ao meu lar e aqui estão vendo tudo o que estou fazendo: Já olhei alguns comentários, que fiz no site do jornal O TEMPO; postei no FACEBOOK a poesia sobre o Libertador e também postei o 1º capítulo da minha apostila sobre Teologia; imprimi as duas cartas, que já lhe enviei para poder escrever mais essa aqui.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qua, 21/Set/2016 23:02 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Dom, 23/Out/2005 19:53
Mensagens: 376
Localização: Novo Hamburgo - RS
Bem?... ai depende!?
Depende de qual "deus" pretendemos referir.
Se o deus jeová do antigo testamento:


https://www.youtube.com/results?search_ ... falso+deus


Ou se o DEUS PAI, aquele que enviou o seu filho?...

https://www.youtube.com/results?search_ ... i+de+Jesus

https://www.youtube.com/results?search_ ... i+de+Jesus


_________________
VIANA... Dormindo com um olho fechado... E o outro bem aberto!...
---------------------------------------
Onde houver somente a Fé... Que se permita a dúvida...!


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qua, 21/Set/2016 23:44 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6670
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena...
Viana, um grande e fraternal abraço.
Quem eu chamo de Deus, ou melhor, do Espírito Santo de Deus não é o Jeová do Antigo Testamento, pois este para mim foi um falso Deus.
Também não é o Deus Pai, que enviou o seu filho Jesus, pois o Espírito Santo de Deus não envia a ninguém, pois quem envia é porque não pode ir.
O Espírito Santo de Deus é Aquele que todo o processo evolutivo individual e coletivo em toda a Criação, mas respeita plenamente a liberdade de todos. Ele só se aproxima de algum médium ou profeta, quando o mesmo já está em condições de cumprir aquilo que já foi planejado por Ele mesmo antes de iniciar a própria Criação e que foi também planejado pelo próprio médium ou profeta antes de sua (re)encarnação, pois isso tem sim que acontecer por livre e espontânea liberdade do Espírito antes de sua (re)encarnação.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Seg, 26/Set/2016 15:06 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Dom, 23/Out/2005 19:53
Mensagens: 376
Localização: Novo Hamburgo - RS
Rosário, uma boa tarde a vc e todos nós!
Vc acreditas no que?
1- Foi o Pai celestial, o Pai de jesus quem criou a raça humana?
2- Foi Jeová, o deus do A.T?
3- Ou foram os Anunakis de Nibiru, quem criaram a raça humana?
Grato.
Abrs

_________________
VIANA... Dormindo com um olho fechado... E o outro bem aberto!...
---------------------------------------
Onde houver somente a Fé... Que se permita a dúvida...!


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Seg, 26/Set/2016 18:24 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6670
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena...
Viana, um grande e fraternal abraço.
Você fez três perguntas e vou respondê-las conforme o meu atual entendimento.
Primeiro digo que sempre fiquei intrigado com os dois relatos da criação dos seres humanos, pois em Gênesis 1,26 e 27 foram criados ao mesmo tempo o homem e a mulher.
Já em Gênesis 2,7 foi criado apenas o homem e em Gênesis 2,22 foi criada a mulher de uma costela retirada do homem.
Quando fiz uma pergunta para a Espiritualidade sobre essas duas criações recebi essa explicação:
"A primeira criação que está relatada em Gênesis 1,27 foi uma criação cósmica, em algum lugar na imensidão da criação.
E a segunda criação do homem e depois da mulher foi no Planeta Terra. Primeiro foi criado o homem por meio de exploradores cósmicos, que criaram vários seres viventes da terra (humanoides ou homens), que eram andrógenos, mas quando foi criado um homem, que era reprodutor, os seus criadores o abandonaram aqui na terra, pois os outros eram levados juntamente com os exploradores. Depois veio um Ser Cósmico mais evoluído do que os primeiros exploradores e criou um clone do homem, mas feminino e assim teve início a atual matriz humana aqui na terra, que foi evoluindo de uma forma bem lenta".

Citação:
Vc acreditas no que?

Essa sua pergunta já está respondida na minha descrição anterior.
Eu passei a ter essa nova forma de acreditar depois que li o livro "O Décimo Segundo Planeta".

Citação:
1- Foi o Pai celestial, o Pai de jesus quem criou a raça humana?

Não, mas o Pai celestial sempre esteve no leme de todo o processo evolutivo individual e coletivo de toda a criação.
Então pode ser até Ele, o Ser Cósmico, que criou o clone feminino para o homem abandonado por seus criadores.
O que realmente interessa é que esse Ser Cósmico era muito mais evoluído do que os criadores do homem Adão, que foi abandonado por seus criadores aqui na terra.

Citação:
2- Foi Jeová, o deus do A.T?

Também não, pois o tal Jeová, que sintonizou com o profeta Moisés, foi o Espírito do Abraão e outros Espíritos também usaram do mesmo biblicamente falando, então o nome de Jeová não se refere a um só Espírito, mas a diversos.
Isso como o Deus Espírito Santo, que a terceira pessoa do mistério da Santíssima Trindade para os cristãos, que na realidade é o conjunto dos Espíritos criados e desencarnados.

Citação:
3- Ou foram os Anunakis de Nibiru, quem criaram a raça humana?

Em parte sim, pois acredito atualmente que o Adão foi criado por eles, mas a Eva não, pois ela foi criada por alguém mais evoluído...
Lembro-me aqui do ditado popular: "Deus escreve certo em linhas tortas" e como o Adão foi abandonado, então veio alguém mais evoluído e criou um clone feminino para ele e assim surgiu a atual matriz da raça humana.
Eu completei o ditado acima com essa frase: "mas não foi Deus que criou as linhas tortas".

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Ter, 03/Out/2017 23:24, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Ter, 27/Set/2016 18:54 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Dom, 23/Out/2005 19:53
Mensagens: 376
Localização: Novo Hamburgo - RS
Muito bom, Rosário!
Acho que as suas respostas estão bem respondidas, deve ser mesmo por aí!
Eu, sinceramente não tenho muita certeza de nada, é tudo muito confuso, muito obscuro...
Mas de uma coisa eu estou bem inclinado a acreditar que o tal de jeová, não pode ser o PAI de Jesus...
Grato.
Abrs.

_________________
VIANA... Dormindo com um olho fechado... E o outro bem aberto!...
---------------------------------------
Onde houver somente a Fé... Que se permita a dúvida...!


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qua, 05/Out/2016 11:26 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6670
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena...
Viana, um grande e fraternal abraço.
Eu já tenho absoluta certeza de que o Espírito do Jeová foi um e aquele que Jesus chamou de PAI foi outro.
A minha atual forma de entendimento está relatada nas duas cartas, cujos endereços já postei no tópico, que você abriu sobre o Jeová.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 09/Dez/2016 17:53 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6670
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena...
Irmãos foristas, um abraço.
Veja o que escrevi para o Viana:
Viana, um grande e fraternal abraço.
Eu ainda não li o livro: "Eram os deuses astronautas", mas desejo lê-lo.
Já li o livro: "Décimo Segundo Planeta", onde existe o relato de que a atual matriz humana foi criada por exploradores do espaço. Eles necessitavam de seres terráqueos para explorar o subsolo do Planeta e por isso usaram de um altíssimo conhecimento de genética...
Quando o cientista criou um ser reprodutor, que foi o Adão, o mesmo foi abandonado pelos seus criadores aqui na terra. Esse relato fica bem condizente com o que está escrito em Gênesis 3,20 a 24, pois é sim, para mim, um absurdo aceitar que aquele ato foi obra de Deus, que é plenamente perfeito e bom (Mt 5,48 e 19,17).
Esses mesmos criadores tentaram destruir a raça humana por meio do Dilúvio (Gn 6,5 até ao capítulo 8.), mas a humanidade foi sim salva por Seres ainda mais perfeitos do que os que tentavam destruí-los.
Quando entendi que a Bíblia não era a Palavra de Deus, deu para entender melhor todo o processo evolutivo dos Seres Humanos aqui no Planeta Terra e sempre com a direção superior de Deus, mas Deus também sempre respeitou plenamente a liberdade de todos... Até daqueles que não aceitavam a liberdade dos outros e engavam, como muitos ainda negam, a existência de Deus.
Observação:
Citação:
Fiz a transferência para esse tópico porque quero que essa postagem continue aqui no Portal.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Sáb, 10/Dez/2016 21:18, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sáb, 10/Dez/2016 21:04 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Dom, 23/Out/2005 19:53
Mensagens: 376
Localização: Novo Hamburgo - RS
BOM... MUITO BOM, ROSÁRIO... Claríssimo!

_________________
VIANA... Dormindo com um olho fechado... E o outro bem aberto!...
---------------------------------------
Onde houver somente a Fé... Que se permita a dúvida...!


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Ter, 13/Dez/2016 21:53 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6670
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena.
Viana, um grande e fraternal abraço.
É pena que quase todos os participantes deste Portal desapareceram.
A Verdade só será melhor compreendida quando cada um posta aqui a sua forma de discernimento e entendimento.
Eu comecei a viver intensamente experiências místicas ou mediúnicas de uma forma ostensiva a partir de 1980, logo depois de ter aceito a verdade da reencarnação no dia 05/01/1980... Até essa data eu era um ferrenho defensor da vida única, conforme aprendi dentro dos princípios da Doutrina Católica.
Com a aceitação da reencarnação posso dizer que as portas internas do meu ser foram abertas para que eu mesmo entrar nos segredos do meu inconsciente profundo.
Comecei a refazer todos os conceitos que eu tinha sobre Deus e o primeiro dele foi sim entender que a Bíblia não era a Palavra de Deus.
Hoje digo que Deus É e para Deus não existe o passado e nem o futuro, pois Deus É o Eterno Presente.
Deus É o Espírito Incriado e primeiro Criador... Digo primeiro porque Ele não é o único criador, pois Ele não guardou o segredo ou o poder criador só para Ele, pois se assim o fizesse isso não seria uma atitude perfeita, mas bem egoísta.
Deus dirige todo o processo da evolução da Criação tanto no aspecto individual como no coletivo, mas Deus ama intensamente a todos e por isso respeita plenamente a liberdade de todos.
Para nós não é nada fácil entender ou conciliar a direção e ao mesmo tempo respeitar a liberdade de todos.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 285 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 14, 15, 16, 17, 18, 19  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para:  
cron
Powered by phpBB® Forum Software © phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB