Portal do Espirito

A sua referencia em Doutrina Espirita na Internet
Bem-vindo: Seg, 21/Ago/2017 14:29
Ler mensagens sem resposta | Pesquisar por tópicos ativos


Todos os horários são GMT - 3 horas




Criar novo tópico Responder  [ 524 mensagens ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5 ... 35  Próximo
Autor Mensagem
MensagemEnviado: Qua, 12/Ago/2009 15:20 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Ter, 14/Dez/2004 08:07
Mensagens: 2631
Irmãos

Motivado pelo irmão Moises em seus relatos sobre Psicofonia, pretendo deixar aqui registrado o que tenho presenciado no Lar Sagrado Coração de Jesus, um centro que realiza operações espirituais no Bairro de Campo Grande, no Rio de Janeiro.

Abrindo a série um Relato de 08/08/09.

Ponto cirugico de operação espiritual aparece no raio x



Uma senhora após a palestra que ministrei veio ate mim e fez 2 relatos, segue o primeiro.

Dona Ana é uma senhora negra que manca de uma das pernas pediu para conversar em particular comigo, pois, tinha vergonha em dar seu depoimento na frente do publico, somente para esclarecer, durante as palestras nos motivamos as pessoas a darem seus testemunhos de forma que alguns corações desesperançados possam ter alguma esperança no tratamento que se dará, no caso Dona Ana nos disse que veio até o Lar Espiritual por intermédio de uma vizinha que nos visitou e foi curada, esta vizinha sofria de miomas no útero e lá foi operada espiritualmente. A vizinha em questão saiu de lá sem as dores que tanto a incomodavam e foi orientada a repousar e a fazer a dieta e medicação a base de chás como receitada pelo medico espiritual. Ao chegar em casa a vizinha de tão bem que se sentia que no dia seguinte foi para o tanque lavar roupa, o marido pergunta a ela se não vai respeitar o resguardo medico, ela diz que não esta sentindo nada e vai lavar roupa repetindo que não iria se resguardar.
Ela lava roupa o dia todo e a tarde passa mal e começa a ter hemorragias, vai parar no hospital, onde, como providencia tiram um raio x dela. Logo depois vem o medico com a chapa na mão informando que um dos pontos da cirurgia dela tinha se rompido e era este o motivo da hemorragia
Ela responde a esta informação do medico
– O senhor esta doido doutor eu não me operei.
O que ele retruca
- Operou sim, pois, esta aqui no raio x para todo mundo ver
Acabou crianda uma confusão de operou, não operou , vem o marido que é participado do laudo medico e da reação da esposa e este a recorda da cirurgia espiritual, ela assustada se cala e aceita o diagnostico e não diz mais nada.

_________________
Fiquem com Deus

Marcelo


Compartilhar no Facebook
Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Sex, 14/Ago/2009 08:03 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Ter, 14/Dez/2004 08:07
Mensagens: 2631
Irmãos


Esta foi demais;

Neste mesmo sábado 08/08/09, em depoimento em particular, uma senhora vem confidenciar que no atendimento anterior ouviu, de um de nossos palestrantes, uma mensagem que parece ter sido feita de encomenda para ela.
Ela tinha acabado de perder um filho e o sentimento que a animava não era dos melhores, ao refletir em casa as palavras que tinha ouvido, tomou por resolução, deixar nas mãos de Deus toda a situação que envolvia a morte do filho, perdoando a todos os envolvidos, derrepente a aflição e o peso em seu peito se desfizeram e ela passou a sentir um alivio como há muito não sentia, a cura que ela tinha ido buscar na casa espírita dependia mais do “Perdão”, não para os demais, más, de si mesma e o merecimento veio por si só, confirmado através de sua cura.

Fala o Evangelho Segundo o Espiritismo que os males desta vida são em decorrência de nossas escolhas nesta vida. O que sofremos se não encontramos ao pesquisarmos estas escolhas, então, com certeza, é em decorrência de algo que temos a resgatar de vidas pretéritas. A Reforma Intima é uma forma de pesquisarmos os acontecimentos desta vida de forma que nos mesmos possamos nos corrigir, foi o caso desta senhora, quando entendemos que foge ao tempo e espaço da vida presente nos temos o entendimento dos ensinamentos do Cristo, para tentarmos amenizar e até reverter a situação, através da Lei do Amor, que como ele nos ensinou, cobre uma multidão de pecados.

No caso da irmã um misto dos dois, vida presente e vida passada, o Perdão como ato de amor a redime na dor presente, também, lhe dá forças a suportar a dor que a vida passada lhe cobra, sua cura foi obtida sem maiores esclarecimentos sobre o espiritismo, a irmã foi conduzida a uma reflexão que a levou a um processo de auto cura, através de sua reforma intima, consciente ou não disto ela ficou curada e esta conseguindo vencer suas provas nesta vida.

O que foi dito pelo palestrante ? Ao questioná-lo nem ele mesmo se recorda do que foi, más, como serviu a esta irmã ! Que agradeceu as palavras que a libertaram.

Diz Ramatis em seu livro “Mediunidade de Cura” o mais importante na cura do paciente é sua própria disposição para se modificar , sem isto, fica muito difícil ocorrer a cura. Esta foi a realidade da irmã atrás de uma cura física conseguiu a cura do espírito.

Graças a Deus

_________________
Fiquem com Deus

Marcelo


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Sex, 14/Ago/2009 11:49 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Qui, 13/Out/2005 18:48
Mensagens: 1507
Localização: São Bernardo do Campo
Marcelo

Muito bom este seu trabalho.

parabéns mesmo.

Estes relatos alimentam a nossa fé, a nossa esperança e a nossa convicção...
muitas vezes lemos o relato sobre o fato da cura, como nestas suas colocações, mas penetrando o escrito extraimos instruções e lições que muito nos curam o carater.

* "Este caso da cirurgia relamente é impressionante, pois notamos a espiritualidade agindo no físico corporal, e ai perguntamos a razão de não existir mais as experiências físicas no Espiritismo, no seu meio.
Eis ai Marcelo um relato digno de Crookes."

Sabe!
promova sempre a simplicidade nestas reuniões, a igualdade, o amor, o amparo... e antes de tudo a alegria.

Abraços.

_________________
Conheçe-te a ti mesmo.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Sáb, 15/Ago/2009 23:24 
Offline

Registrado em: Sáb, 05/Fev/2005 20:01
Mensagens: 590
Localização: Cabo Frio - RJ
CURAS NO CE

Olá a todos e, em especial, ao companheiro Marcelo,

Inicialmente quero esclarecer ao foristas que nem sabem se Campo Grande existe. Existe sim e tudo é possível num lugar que fica entre Bangu e Sta. Cruz.
Lá é tão quente que era costume envolver os caixões com um cobertor, para os defuntos se defenderem do frio do inferno...*

Bem, seguindo linearmente o post de Marcelo:

_ por melhor que seja a intenção da direção desse Centro, essa prática de recolher depoimentos públicos de curas é incomodamente semelhante à exposição de ex-votos nas salas das igrejas romanas, dos depoimentos das igrejas dizimistas. Sai vulgar, forçada e envolve o risco de péssimas conseqüências.

Se houvesse uma preocupação de documentação científica, era só coletar dados médicos, exames antes e pós-tratamento espiritual e contar com apoio técnico de profissionais de saúde que analisassem esse material (não é o caso). Reunido número significativo de casos, mereceria até publicação.

A publicidade, mesmo velada sob o pretexto de estímulo, contraria o preceito de não deixar saber a mão direita o que dá a esquerda.
Estimula a vaidade da equipe pelos bons resultados obtidos (se fossem avaliados com o devido critério), afinal, só um grupo de elevadas qualidades e dedicação pode conseguir tanto: porta aberta para a fascinação!

Indivíduos emocionalmente carentes de destaque (ou mal intencionados) podem simular doenças e/ou curas fantásticas para ter seu o momento de notoriedade. A revelação da fraude traria descrédito sobre a tarefa, a casa e ao Espiritismo em geral, pois seria debitada na conta da Doutrina a imprudência de uma casa. Concordam?

É de se perguntar se os inconvenientes não superam em muito os bons propósitos dos seareiros.

_ quanto ao caso dos miomas operados espiritualmente tenho umas observações:

Não faz sentido (nem em Campo Grande) que uma hemorragia ginecológica leve o médico a pedir um RX de abdômen, se ainda fosse ultrassonografia....
Não há pontos visíveis ao RX, só fios de aço, raramente usados hoje e não nesse tipo de operação.
Como o médico pôde saber se a sra. fora operada? Talvez se ele fosse médium.

Enfim, há tanta inconsistência nesse relato, colhido em terceira mão por Marcelo, que seria interessante que ele ouça diretamente a beneficiada pelo tratamento. Como está postado é inverossímil. Se tiver base, a forma com que foi colhido e divulgado prova meu ponto acima: a desmoralização segue, pari passu, a mediunidade de cura, falsa ou real. É preciso cuidado extremo, inclusive pelos riscos de mercantilização.

Tudo acima é opinião minha com base no que entendo de DE e do que tenho vivenciado e ouvido sobre o movimento espírita. Admito poder estar errado, só que não é isso que penso...agora!

Um abraço,

Lucídio

* não veja o amigo mal querer de minha parte pelo ex-aprazível bairro, pois nasci num sobrado na esquina da Rua Campo Grande com Rua Albertina num verão remoto. Depois fui médico do Hospital Rocha Faria. Há uns anos voltei lá para o aniversário de 100 anos da minha madrinha....também num verão.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Seg, 17/Ago/2009 00:24 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Sex, 25/Fev/2005 23:47
Mensagens: 351
Olá meus jovens!
E aí Lucídio, tudo em riste?

Alguns pontos merecem destaque:

- as pessoas procuram o Marcelo por livre vontade, e falaram com ele em particular. Não houveram orações em praça pública.

- o Marcelo está compartilhando esses fatos no nosso restrito círculo, na área de Estudos. Isso acho que já demonstra o objetivo final dessas exposições.

Se o Marcelo guardasse os relatos para ele, nós não estaríamos refletindo sobre a veracidade dos fatos, sobre o cuidado que o médium precisa ter em relação à vaidade, etc. Acho que todas as considereções que você fez são relevantes, mas a questão da publicidade não se aplica ao ato do Marcelo, até pq ele sabe que aqui não tem zé ruela não, somos contestadores, quase um mythbusters.

Só se lembre, Marcelo, ainda mais como palestrante, de dar o crédito correto sempre que essas pessoas te procurarem: "A sua fé te curou".

_________________
Solamente!
Sola mente?


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Seg, 17/Ago/2009 08:15 
Offline

Registrado em: Sáb, 22/Nov/2008 15:53
Mensagens: 1824
Penso, para segurança do que é dito pelo proprio Marcelo, que ele so comente com terceiros, mesmo nas sessoes, se ele costumar fazer isso, que so o faça, munido de provas cabais, medicas, de que houve cura.

Nao estou de maneira alguma contestando a veracidade das mesmas, e praza a Deus que estas continuem, so estou dizendo ao marcelo que se precavenha ao falar de uma eventual cura com terceiros.

O seguro morreu de velho e o prudente foi ao enterro.

_________________
A questao nao é ver para Crer, a questao é Crer para entao ver!!!


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Seg, 17/Ago/2009 10:14 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Ter, 14/Dez/2004 08:07
Mensagens: 2631
Irmãos

Otima participação de todos :)


Realmente não foi raio x foi uma ultrassonografia (se não me engano), esse é o problema de alguns relatos verbais se não escrevemos logo esquecemos :oops:

Temos alguns relatos com provas documentais más nunca foi objetivo da casa dar maiores divulgações, pois, não conseguiriamos atender a todos, busco sim, este estudo.

Um dos relatos com provas documentais são do SUS e digo logo a maior parte dos documentos parecem documentos (fichas, receituarios, pedidos de exames, impressos de resultados) fotocopias no SUS que são usados pelos seus medicos.

Aproveito o ensejo e relato.

Uma das senhoras moradora de maricá foi até a casa com o laudo medico, exames inclusives, indicando problema cardiaco, mais precisamente obstrução de veias, indicação: Cirurgia cardiaca; solicitando a paciente obter o "Risco Cirurugico". Durante o processo de levantamento do risco cirurgico ela se submeteu a tratamento na casa espirita, um mês depois o medico solicitou nova bateria de exames, se não me engano, eletrocardiograma e um ultra ou outro, estou escrevendo sem os exames a mão, resultado do segundo exame: Sem necessidade de cirurugia problema cardiaco poderia ser controlado atraves de medicação, neste caso o texto era claro contra indicando a cirurgia e pedindo para continuar o tratamento a base de medicamentos.

Vou tentar pegar os documentos e apresentar para vocês os laudos.


Aproveito e já mando outro:
Um senhor apresentou documentação do SUS acusando problema de Diabetes e indicando tratamento a base de remedios, após o tratamento no centro e novos exames realizados no SUS a prescrição foi: Parar imediatamente com o tratamento a base de remedios, o paciente não é diabetico.

Neste caso os documentos estavam bem claros e o medico ainda informou ao paciente se ele continuasse a tomar os remedios ficaria doente.


Bem quanto a questão dos depoimentos, durante a semana darei minha opinião sobre o assunto.

Outra coisa temos medicos nos auxiliando na casa e nos mostrando o andamento de certos casos, más, não temos nada formal a nivel de registro para futuras pesquisas, pois, realmente, não é o objetivo da casa.
Atendemos de 200 a 400 pacientes por sabado, mais, que isso não damos conta.

_________________
Fiquem com Deus

Marcelo


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Seg, 17/Ago/2009 11:41 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Qui, 13/Out/2005 18:48
Mensagens: 1507
Localização: São Bernardo do Campo
Olá a todos

Li e reli algumas vezes as colocações do Sr. Lucídio e muito aprendi com as ponderações que ele sugere...ou sugeriu...e até nos instruiu .
realmente muito importantes...com muita consideraçao

mas,
da minha parte entendi que os relatos são de pessoaa que livremente procuraram o Sr.Marcelo e a ele relataram e relatam seus acontecidos, em se tratando dos resultados dos trabalhos de cura...

Entendi também que o Centro em que ele atua como voluntário,não busca esta promoção, e muito menos esta divulgação.

Uma vez quando minha mulher fez o "ultrasom"(creio ser assim que se escreve), pois estava grávida da minha filha de dois a tres meses, depois dos exames...saimos do consultório com aquela pasta que o Médico nos forneceu, com os dados e imagens do ultrasom...confesso agora que pensava eu ser aquilo um " Raio X "...fazer o que?...imagens preto e branco...e eu não conseguia distinguir nada...saimos de lá os dois bobões e felizes...minha esposa mostrava o rosto, os braços, a cabeça...e eu ; tá...tá...sei ...sei...sei.
e seguíamos felizes a caminho de casa...hoje minha filha tem 13 anos e está bem maior do que nós.. e muito nos corrige nestas questões que muito ainda erramos...relacionado ao escrever e ao saber.

....

Marcelo

"No evangelho,o cego disse que não enxergava e que agora passou a ver."

Claro que temos o respaldo da ação de Jesus o Ícone maior da Doutrina Espírita, enviado de Deus a nossa salvação...salvação esta que se realiza na prática do bem, para um progresso indispensável a todos nós.


Também temos um trabalho mediúnico de cura e os relatos nos chegam livremente...
Houve um caso curioso até
uma senhora que me disse que seu tratamento para encaminhamento a uma possivel cirurgia , pois ela possue um problema na garganta, onde apresenta uma espécie de "papo", no posto de saúde de onde mora,foi marcado sem ao menos ela ter ido lá marcar, nem ela e nenhum de seus familiares...claro, isso segundo ela.

Abraços.

_________________
Conheçe-te a ti mesmo.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Seg, 17/Ago/2009 11:51 
Offline

Registrado em: Sáb, 22/Nov/2008 15:53
Mensagens: 1824
Irmaozao, interessante, mas no começo do meu casamento fiz um exame de sangue no antigo IAPB, e fui parar nas maos de uma especialista em diabetes, que me comunicou que precisava iniciar imediatamente o tratamento dessa doença e assombrou-se ao perguntar quais os sintomas eu sentia e eu disse nenhum.

Sai de la com uma receita muito grande contendo a prescriçao dos remedios e a dieta a ser seguida imediatamente.

Meio cismado fiz outro exame de sangue,especificamente glicose, em laboratorio particular e o resultado foi normalissimo, nada de diabetes.

Voltei a endocrinologista do IAPB, e mostrei a ela o exame particular juntamente com o do Instituto.

Conclusao, haviam trocado os exames, o que tinha o meu nome nao era meu.
Entao eu disse a medica que estava com pena de quem recebeu o resultado falso negativo, com o meu sangue, e que ele nao morresse de coma diabetico,julgando que nada tinha.

Moral da historia: exames do Sus (herdeiro dos Iaps) podem ter uma tendencia a erros. e por isso peço a Deus que mantenha o irmao sadio e livre mesmo do diabetes.

Para minha tranquilidade eu faria os exames necessarios, a titulo de tira-teima, em laboratorio particular, e daih sim veria se tinha ou nao diabetes.
Claro que ninquem aqui esta contestando o tratamento no centro, mas sabe como é, gato escaldado tem medo de agua fria.

_________________
A questao nao é ver para Crer, a questao é Crer para entao ver!!!


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Seg, 17/Ago/2009 14:57 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Qui, 08/Fev/2007 19:57
Mensagens: 859
Localização: S㯠Paulo
Olá Amigos.

Permitam-me também dar uma pequena participação. Fui beneficiada por uma cura no centro espírita no ano de 2000. Senti a concretização do amor ao meu redor. Só de lembrar me emociona, chorei cântaros. Foi ali que descobri que era amada. Preciso de terapia? Talvez. O fato é que o problema diagnosticado pela médica terrena (encarnada) deixou de existir. Segundo a minha médica foi porque eu fiquei “feliz” rs...

Outras curas venho recebendo no dia-a-dia. Aqui no fórum elas vieram de muitas formas. Uma palavra, um gesto ainda que virtual, resposta à dúvidas, generosidade, bondade, perdão e amizade operam melhoras incríveis. Obrigada a todos pela energia que nos doam generosamente.

Allan Kardec, Revista Espírita, novembro de 1866 nos legou:

Citação:
A mediunidade curadora não vem suplantar a medicina e os médicos; vem simplesmente provar que há coisas que eles não sabem e os convidar para estudá-las; que a natureza tem recursos que eles ignoram; que o elemento espiritual que eles desconhecem, não é uma quimera, e que, quando o levarem em conta, abrirão novos horizontes à ciência e terão mais êxitos do que agora


Do ponto de vista jurídico a cura no centro é ilegal... As leis são normas de vida que são feitas com a finalidade de orientarem a conduta do homem. A legislação diz que para se exercer o direito de curar um enfermo, uma pessoa tem que ser devidamente habilitada para isso. A humanidade conta com universidades destinadas à formação de médicos profissionais nos muitos setores da saúde. Seria uma falta de senso, se a sociedade aprovasse a ação impensada de uma pessoa, que se propusesse curar seu próximo, simplesmente porque crê ter poderes para isso.

Mas na vida real, as mesmas leis que proíbem a prática ilegal da medicina, também nos facultam o direito de culto, protegendo o ambiente religioso onde se professam as crenças.

Sendo o Espiritismo uma religião, penso que a maneira mais adequada de se reportar à assistência é deixar claro que os trabalhos de assistência aos enfermos são objetos da fé que os homens têm em Deus e na assistência dos Espíritos. Se não há o uso de qualquer instrumentação material; se não ocorre a prescrição de medicamento; se não há cobrança por assistência prestada; se não há promessas de curas; não existe como acusar legalmente um centro por prática de curandeirismo.

Ademais, não podemos esquecer que à época de Jesus ele promovia curas. Sabemos que o Mestre tornou-se conhecido mundialmente por seus "milagres", não por sua doutrina. Isto por quê? Pelo fato de que o homem terreno, em vista do seu atraso, apega-se aos interesses imediatistas. Não daria ouvidos a nenhuma filosofia, que não lhes falasse às suas necessidades materiais. O homem de hoje pouco mudou. Se vamos nos dirigir à sociedade, temos que oferecer a ela algo ligado às suas necessidades imediatas, para despertar-lhes o interesse, considerando que cada um encontra-se num estado evolutivo da existência.

Torço para que as Almas Generosas e Iluminadas continuem lidando com sua capacidade curadora, ainda que não precisem divulgá-las, mas que elas existem ... existem.

Eternamente grata.

Muita Paz e Luz.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Seg, 17/Ago/2009 18:45 
Offline

Registrado em: Sáb, 05/Fev/2005 20:01
Mensagens: 590
Localização: Cabo Frio - RJ
Olá a todos,

Creio que as curas de males têm mais impacto e procura que qualquer outro fenômeno, inclusive o de materialização. É tão chamativo que atrai pessoas de todos os credos, tangidas pela necessidade.
Há verdadeiras romarias aos locais onde se pratica esse tipo de assistência espiritual, inclusive instituições não espíritas.
As que se destacam sofrem o assédio das multidões que buscam marcar o atendimento. Formam-se filas, brotam pensões no entorno, comércio de lanches, surgem profissionais que "guardam lugar" nas tais filas.
Alguns prestativos colaboradores da casa separam umas fichas para casos de seu conhecimento pessoal e são recompensados com "lembrancinhas", e por aí vai.
Forma-se até um círculo de ferro em torno do médium curador (se for cirurgião nem se fala!) e ninguém mais tem acesso a ele senão através dessa corte....
São recentes na memória casos como o de Arigó, Edson Queirós, João de Deus.

Importa extrema atenção e cuidado em criar mecanismos que inibam esses desvios.
A discrição e o quase anonimato dos médiuns são itens de segurança para toda a tarefa.
Penso que as pessoas devem sim é ser desestimuladas de darem seus depoimentos públicos, mas, se o fizerem, em cima do lance os trabalhadores da casa devem seguir o exemplo de Paulo.
Quando pregava numa cidade e tal moça com espírito de Píton não cessava de seguí-lo e a seu companheiro (Silas?) louvando-os como grandes mensageiros do Altíssimo. Lá pelo 3 dia Paulo, estranhando a atitude da obsidiada, comenta com Silas(?) _ Quem somos nós, a braços com tantas imperfeições, para sermos elogiados assim? E dirigindo a ela expulsa o espírito advinhador, etc. Bem, todos conhecem a narrativa...

Todos sabemos das hordas de espíritos maliciosos adversários da Doutrina à espera de uma brecha para se insinuarem.
O verdadeiro espírito de caridade, por si só, já garante proteção ao serviço do bem, mas devemos fazer a nossa parte.
A mediunidade não deve ser oculta num recesso sacrado inacessível aos mortais não iniciados, mas não pode ser exibida como troféu ou chamariz.

Uma abraço,

Lucídio


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Seg, 17/Ago/2009 20:36 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Ter, 14/Dez/2004 08:07
Mensagens: 2631
Irmãos

Primeiramente obrigado por todos estarem participando deste estudo.

Bom vamos lá.

Algumas premissas deste estudo, o fórum é um local de estudos espiritas, entre espiritas, onde não há qualquer motivo de preocupação com vaidades ou pequenos orgulhos, pois, estamos estudando. Se não podemos abrir nossas mentes entre nós onde o faremos ?

Bom o trabalho e principalmente o circuito de palestras no LESCJ tem por base :

1-Reforma intima de todos os que lá buscam sua “cura”

2-Evangelização de todos os que lá buscam sua “cura”, sendo que, sem que saiam de suas religiões que possam ser bons crentes em suas religiões

3-Esclarecimento do que é espiritismo e outras religiões de cunho re-encarnacionistas

Para nos situarmos:
O objetivo da casa é fazer curas espirituais, ela não tem reuniões doutrinarias, programa de estudos da DE ou qualquer outra atividade a não ser atender de 200 a 400 pacientes por sábado no bairro de campo grande no rio de janeiro.

O Trabalho
Como todos os irmãos sabem a maior parte dos problemas do homem são de duas origens, ou pelas escolhas na vida (encarnação atual) e quando não identificado os problemas com origem nesta vida elas provavelmente tem suas origens em vidas passadas, isto como todos sabem é o que nos ensina a DE, para nos espiritas que estudamos a DE temos este entendimento, se estão todos de acordo prosseguimos.

O lescj tem em sua maioria frequentadores que não são espiritas e não conhecem NADA de Doutrina Espirita e nunca leram um livro espirita, estamos falando de 95% dos pacientes (depois explico como levantei este numero sem chocar ninguém) para falar a verdade 90% destes pacientes nunca ouviram falar nem na passagem do “Óbulo da Viuvá” e todos dizem que tem religião, tirando o espiritismo e sabendo da composição religiosa da população Brasileira dá para ter uma ideia de como esta distribuída a proporção por religiões.

Sendo assim nada que vc vá falar a este povo que frequenta a casa pode ser em uma linguagem pesada ou muito metafórica, tem que ser uma linguagem direta, objetiva e bem simples conforme o entendimento das pessoas que lá se encontram.
Nenhuma delas esta ali buscando outra coisa se não uma cura rápida, barata e sem dor, de preferencia sem ter que fazer mais nada quando saírem dali, querem sua magica e bem rápido. Muitos estão desenganados, outros desesperançados e outros ainda como verdadeiros franco atiradores querendo trocar fé por cura.

Irmãos esta é a realidade ali, prova para quem vem como paciente e para quem vem como trabalhador, não tem santo nem de um lado nem de outro, apenas espíritos endividados precisando passar juntos por suas provas, resgates e expiações.

Dou esta panorâmica antes de continuar como debate e vou logo avisando se preparem para o que vocês vão ouvir, muitos não vão nem acreditar (concordar ou não faz parte do debate/estudo) más de antemão já estão convidados a visitarem a casa, o cicerone eu garanto. :wink:

_________________
Fiquem com Deus

Marcelo


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Qua, 19/Ago/2009 08:59 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Ter, 14/Dez/2004 08:07
Mensagens: 2631
Irmãos

Continuando os relatos.

Esta aconteceu há quase 2 anos e meio atrás e foi comigo.

Estava chegando ao Lescj bem no começo da subida que leva a casa espírita, subida esta curta más bem puxada uma maravilha para as cadeiras de roda, quatro homens ajudam a subir a cadeira e quatro ajudam a descer e não desembestar.
Na subida um senhor de seus 50 anos, moreno escuro quase negro, alto, forte , andando como se estivesse a dar os primeiros passos, pé ante pé, passos curtos e vacilantes, entreguei alguns livros que carregava para minha filha e me cheguei até ele oferecendo ajuda para subir, ele muito agradecido, colocou o braço sobre meus ombros apoiando parte do peso em mim, pé ante pé, iniciamos a subida que geralmente faço em 1 minuto e levei uns 10 com ele.
Eu lhe disse que iria colocá-lo em cadeira e pedir atendimento de emergência para ele, pois, reparei que o senhor sentia fortes dores e era agoniante seu esforço.
Ele me disse;
- Não sentado as dores são piores
- Então o coloco deitado em uma das macas. Retruquei
- Não deitado eu não posso ficar, pois, não será fácil me levantar depois.
Perguntei:
- Como irei deixá-lo então até possas receber o atendimento ?
Respondeu-me
- Em pé, por favor deixe-me em pé que é quando dói menos.

Pasmo fiquei ao irmão me dizer aquilo, um homem forte como aquele vencido pela dor, onde, sua melhor posição de forma a ficar mais confortável é ficar de pé “Descansando em pé”.

Me fez lembrar uma brincadeira nas rodas de candomblé “Equede descansa carregando pedras”, de forma a frisar o quanto estas trabalhadoras de um centro de candomblé se dedicam aos trabalhos.

Ao final de nossa pequena excursão fiquei sabendo que o irmão sofria de 2 hérnias de disco, por isso das dores excruciantes e de não poder se mexer muito. Deixei em lá “confortavelmente” em pé e fui me ocupar de minhas obrigações.

No decorrer do atendimento não vi mais o irmão e ao final de 2 :30 do fato vejo uma pessoa que se dirige até mim andando rápido e faceiro, chegando até a me assustar, pois, somente reconheci a calça branca e a camisa verde do irmão que tinha entrado às 7:00 da manha, praticamente, carregado por mim, me estendendo a mão para agradecer o pequeno frete que eu tinha feito.

Não resisti e perguntei, más, como pode senhor não podia nem andar quando chegou e agora parece até que vai jogar uma partida de futebol.

Pois bem tava lá o homem bonzinho da silva, este fez questão de dizer algumas palavras, deu um belíssimo depoimento, para minha surpresa era um espírita (um dos poucos que lá aparecem) e juntou em seu discurso o merecimento, a graça de existir uma casa como aquela e a permissão de Deus destas coisas acontecerem.

_________________
Fiquem com Deus

Marcelo


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Sex, 21/Ago/2009 07:47 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: Ter, 14/Dez/2004 08:07
Mensagens: 2631
Irmãos

Estes relatos tem coisa de um ano

Um trabalhador da casa que enquanto paciente teve a vista operada, tempos depois continuando o tratamento médico, que ressaltamos NÂO deve ser abandonado NUNCA até que o medico encarnado o libere, durante um exame o medico disse que a vista do irmão tinha sido operada, más, não entende como, pois, a tecnologia “aparentemente” empregada ainda não estaria disponível.

Outra, uma irmã com um câncer de mama foi examinada pela medica e ao olhar seus exames
Nesse momento peço até ajuda ao irmão lucidio, pois, não manjo nada desta parte de exames médicos.
A medica identificou no exame (Não sei se era: Raio X, mamografia, ressonância, ultrassonografia e tomografia) que a mama havia sido cirurgiada e começou a olhar a mama da paciente para achar onde tinha sido o corte. Em um determinado momento ela se vira para a paciente e diz:
- Que sua mama foi operada isto foi, pois, o exame mostra os cortes, más, por onde foi feita a abertura eu não estou encontrando.
A paciente ficou quietinha.


Este tem menos tempo, uns dois meses.
Da mesma forma da Irmã do relato anterior esta tinha câncer de mama, os exames o mostravam ainda pequeno, após a cirurgia espiritual os novos exames mostravam apenas um pequeno vazio no lugar onde estaria o nódulo. A irmã explicou que este vazio fica quando são extraídos os nódulos mamários.
Eu particularmente não sei como é isso e se o corpo retoma este espaço com algum outro material tipo gordura. Com a palavra quem entende.

_________________
Fiquem com Deus

Marcelo


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: Sex, 21/Ago/2009 09:27 
Offline

Registrado em: Sáb, 22/Nov/2008 15:53
Mensagens: 1824
Meu filho recebia, quando na umbanda, o Caboclo Pena Verde, da linha do oriente, portanto era um medico que trabalha em terreiro, aparentando ser um caboclo.

Minha mulher, trouxe uma radiografia de cisto entre o osso e o cerebro, e seu medico queria extirpa-lo imediatamente, numa cirurgia que seria delicada.

Falando com o caboclo, ele nos disse, em minha casa, nao no terreiro, que operaria minha mulher aquela noite, e que no dia seguinte ela tirasse novo Raio X, o que foi feito.

Pois bem, na 2a radiografia nao havia a presença de qualquer cisto.

O medico nada entendeu, e interpretou como um falha do filme radiografico.

_________________
A questao nao é ver para Crer, a questao é Crer para entao ver!!!


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 524 mensagens ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5 ... 35  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para:  
Powered by phpBB® Forum Software © phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB